Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Tag Archives: superacao

Enfim formada

Melhor, enfim.. De volta a SP!

Não pensava que essa frase soaria tão forte até que precisei proferir pra mim mesma!

A faculdade foi excelente, os professores que conheci foram excelentes, a visão que me abriu, mudou minha vida, masss..

O período da minha faculdade NÃO foi o melhor período da minha vida como todos acreditam que seja.

E hoje, oficialmente estou me despedindo e me desprendendo disso tudo!

Estou no meio da serra, ouvindo minhas musicas e indo atras de algo que hoje, tem muito valor pra minha família: estou indo pegar o meu tão sonhado diploma de Profissional de Educação Física formada pela Universidade Federal de São Paulo.

Mas por mais pomposo que isso soa, não foi um período de glórias e louvores.. Foi um período de choro, insegurança, confusão mental, estafa, estresse e mágoas.

Não fiz muitos amigos (daqueles que vc fala “o que a facul uniu, ninguém separa”), muito pelo contrário.. Sinto que minha missão lá, foi única e exclusivamente pra testar minha força e minha resiliência. E não só nas aulas, mas na minha vida em si..

Morar longe de casa com dívidas e duvidas sobre minha vida não foi fácil não!

Até hoje eu sei que muitas das minhas inseguranças e medo, vieram quando eu olhei de um lado pro outro, sem minha família no meio de uma cidade que não me acolheu, e me perguntei? O que eu faço? Eu como ou eu estudo? Eu estudo ou eu durmo? Eu pago uma xerox ou almoço?

Graças a Deus nunca tive nenhuma dificuldade financeira, mas a faculdade me proporcionou essa experiência de escassez junto com a sensação de solidão, pois por um grande período eu fiquei sozinha durante a semana pq o meu namorado tentou voltar pra SP pra trabalhar e eu ficava em “casa” sozinha todas as noites após aquele estresse das aulas.

Isso quando não passava a noite fazendo doces pra vender na faculdade pra pagar meu almoço. QUAAANTAS vezes eu rezava pra vender ao menos 2 doces pra eu poder comer..

Mas fora tudo isso, hoje eu olho pra trás, com muitas lagrimas e vejo que consegui criar uma casca bem forte pra lidar com situações emergenciais.

Na hora, penso friamente, protejo quem amo e salvo minha pele e depois que tudo está um pouco mais “leve”, aí me permito chorar e levar a alma.

Obrigada pelos 4 anos de aprendizado não só acadêmico, mas de vida!

Resiliência, paciência e força, foram as palavra que mais me guiaram ao longo desse período e hoje, eu posso declarar oficialmente fechado, pois não tenho mais amarras, não tenho mais compromissos, nem nada ué me segure fisicamente e emocionalmente em Santos!

Obrigada e adeus!


Demorei um tempo pra entender todos os sentimentos que estão se passando dentro de mim nestes Jogos Olímpicos do Rio 2016, mas acho que só depois de ouvir o nosso grande hino nacional na Medalha de Ouro do vôlei foi que toda a emoção acumulada tomou conta de mim..

Emoção de poder ter ido conferir com todo o medo de não dar conta por causa do ano passado, emoção de ter feito parte da torcida que os conduziu a essa final quando assisti Brasil e Argentina nas Quartas de Final, emoção de sentir a vibração do meu namorado recém formado, desacreditado da profissão e da carreira frente a tantas dificuldades a grande emoção de poderá fazer parte desse sonho de viver uma competição olímpica no quintal de casa.. Cidade Maravilhosa.. Bênção do Cristo Redentor!

Me faltam palavras de tanta emoção..

Só consigo chorar e acreditar que a sementinha foi plantada e com fé em Deus, no esporte e na minha profissão, o esporte mudará mais vidas do que daqueles que ali competiam..

Vidas como de Rafaela Silva que aprendeu seu esporte na favela, dos meninos da ginastica que já tiraram dinheiro do bolso pra pagar os custos do esporte e tantos outros exemplos..

Mas sem esquecer das dificuldades que gente como a seleção feminina de futebol enfrenta como a falta de apoio e financiamento que só é investido no futebol masculino. Não sou ninguém para desmerecer o trabalho deles, mas existem muitas potencias e belezas que nosso pais não vê e não conhece e meu papel como futura Profissional de Educa é estampar esses talentos na cara do brasileiro pra gente vibrar, cantar, festejar e apoiar seja ele da nosso pais, ou um companheiro refugiado!

Viva o esporte!

Viva ao Brasil!

Viva as Olimpíadas!

Viva ao nosso mundão!

Porque já bem diz o slogan desse jogos: “Um novo mundo” e é isso que espero para os meus sobrinhos, filhos, netos..

Juntos somos um. Juntos somos o time Brasil!!


large

No fundo, eu bem sabia que esse seria um ano muito difícil na minha vida, muito difícil meeeeesmo. E nem vou ficar falando “olha, mais foi mais do que o imaginado”, mentira, porque eu sabia que teria que enfrentar várias barras.

E mesmo chorosa, com medo, e posso até dizer que, um pouco desacreditada, eu posso dizer com todas as letras que PASSEI, SOBREVIVI, CONSEGUI, JÁ ERA.

Como todo ano na nossa vida, o próximo será de renovações, mas não aquelas de começo de ano que você promete emagrecer, aprender uma nova língua ou enfim se declarar pro crush. É aquele ano de MAIS renovações pessoais, mais desafios, mais escolhas pra tomar e mais diversidades encontrar.

Agradeço imensamente por tudo que vivi, desde aquele roubo na minha conta (sim, gente, roubaram a minha conta), até a queda da gata (que me custou vários rins) e a quebra do banheiro de casa (custou os rins de pessoas que trafiquei – ZUEIRA), porque apesar do medo de poder viver isso de novo, no fundo do meu coração cheio de buraquinhos, eu sei que não passarei por isso de novo porque aprendi a lidar com tudo isso.

Aprendi a observar melhor, conversar melhor, desabafar, cuidar das coisas e principalmente, aprendi a respeitar o espaço do outro.

Esse ano foi uma barra mesmo, porque além de ser o primeiro ano longe de casa, aprendi a morar com quem eu amo, e olha, não é fácil, a convivência é muito diferente do que se imagina, mas foi ótimo porque aprendi a ver o jeito, defeitos e principalmente valorizar as qualidades que são muitas, pra poder cada dia mais fazer o melhor e o impossível para tudo ficar bem.

Aprendi a calar a boca na hora que precisa calar, abrir a boca pra dar um chacoalhão e acolher nos momentos difíceis e nos fáceis também, porque carinho não se mede, carinho e amor são as coisas mais puras do coração e devem ser distribuídas a rodo. Rsrs

Agradeça a esse ano você também, foi difícil pra todos, mas enfim passamos, e podemos vir muito mais maduros para o próximo e com certeza muito mais leves, porque já temos bagagem suficientes pra dizer “OLHA, ja passei por isso e uufa, superei”.

sdfcs

Feliz 2016

PS: Vinicius, desculpa as ansiedades e medos. Eu te amo e quero passar mais e mais anos novos com você.


  
Como esse ditado faz sentido nesse exato momento..

Como nós ainda queremos controlar a nossa vida? Porque queremos fazer tudo do nosso jeito sendo que sabemos que NUNCA SERÁ?  Qual a necessidade de se fazer sofrer por algo que vc sabe qual o fim (porque no fundo, no fundo, vc sabe como terminará)?

Sei que não estou numa das ninjas melhores fases, mas sempre fiquei me perguntando a todo tempo do porquê estar acontecendo tudo isso, no quanto é injusto e que estou sofrendo demais pra pouco resultado. Poxa! Não estou tão mal assim.. Existem e já existiram situações piores, pra que tanto drama??

Preciso voltar a curtir as pequenas coisas, mas bem pequenas mesmo que me ajudaram em fases bem piores.

Tenho ai, férias lindas pra descansar e por a cabeça em ordem (sem pressão), tenho a universidade que sempre quis e lutei tanto pra isso (mesmo sabendo da possível greve), tenho sobrinhos lindos que estão vindo ai com muito amor e alegria pra dar (sim, são gêmeos e casal ainda, pra mimar mais) e tenho um namorado maravilhoso que sempre está presente, seja nas horas boas e ruins.

Pra que fazer drama por algumas dificuldades? Não consegui sobreviver até aqui? Então pronto! Para de drama, levanta essa cabeça e BORÁ GAROTA!

Faça acontecer que as coisas boas irão voltar a fluir..

Como já dizia Peter Pan “pensamentos ruins te põem pra baixo. Pense em coisas boas que você irá voar”!!!



Nas Pontas

Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Mundo Bailarinístico - Blog de Ballet

Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Red Pointe - Blog de ballet

Um blog com dicas de ballet, ballet adulto, músicas de ballet (repertório) e muito mais!

Mundo Q

Entre Estantes e Espelhos