Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Tag Archives: segurança

large

 

Se algo de muito ruim te acontecer, ou alguém te machucar muito, nunca se sinta um lixo por causa disso.

Acredito que as coisas acontecem sempre por algum motivo e nós – apesar da dor – devemos ser gratos por isso, pois só assim evoluímos e nos tornamos pessoas melhores.

Além disso, a gente nunca agradará ninguém, mas devemos aprender com as diferenças dos outros, pois assim seremos entendidos também.

Isso para mim é sabedoria.

E como uma amiga me disse uma vez, nunca peça força para lidar com as coisas, pois Deus pode interpretar que você precisa enfrentar mais barras para aprender a ser forte sempre e isso acaba causando mais sofrimento. Diante disso, sempre peça sabedoria, pois assim, enfrentará situações e pessoas com sabedoria sem deixar magoas ou lagrimas por esse caminho.

A vida é mais simples do que imaginamos e as situações não servem pra nos derrubar, e sim pra construirmos uma história linda de nossas vidas.

Hoje tive uma bela nova experiência de vida que só me fez pensar no quanto sou grata pelas coisas que já vivi.

23 anos nas costas e posso afirmar que já passei de tudo por essa vida e minha história é digna de um livro de superação e busca pela felicidade pelas coisas simples.

E não falo isso para me vangloriar e me sentir superior a ninguém não, mas pra mostrar a mim mesma a minha força e a minha vontade de fazer sempre o bem pelo próximo e para mim mesma.

Poucos sabem o que passei para chegar onde estou, o que ouvi, o que senti, o que sofri e o que sorri, e por mais que queira deixar claro isso para as pessoas, nunca terei a compreensão que eu imagino que elas poderão ter, então preservarei minhas histórias pelo meu coração e pelo meu silêncio.

Quem é sábio não precisa afirmar nada para ninguém, apenas é, e viverá muito mais em paz do que aqueles que só julgam a vida dos outros.

“Just be truth to who you are” – Jessie J


large

No fundo, eu bem sabia que esse seria um ano muito difícil na minha vida, muito difícil meeeeesmo. E nem vou ficar falando “olha, mais foi mais do que o imaginado”, mentira, porque eu sabia que teria que enfrentar várias barras.

E mesmo chorosa, com medo, e posso até dizer que, um pouco desacreditada, eu posso dizer com todas as letras que PASSEI, SOBREVIVI, CONSEGUI, JÁ ERA.

Como todo ano na nossa vida, o próximo será de renovações, mas não aquelas de começo de ano que você promete emagrecer, aprender uma nova língua ou enfim se declarar pro crush. É aquele ano de MAIS renovações pessoais, mais desafios, mais escolhas pra tomar e mais diversidades encontrar.

Agradeço imensamente por tudo que vivi, desde aquele roubo na minha conta (sim, gente, roubaram a minha conta), até a queda da gata (que me custou vários rins) e a quebra do banheiro de casa (custou os rins de pessoas que trafiquei – ZUEIRA), porque apesar do medo de poder viver isso de novo, no fundo do meu coração cheio de buraquinhos, eu sei que não passarei por isso de novo porque aprendi a lidar com tudo isso.

Aprendi a observar melhor, conversar melhor, desabafar, cuidar das coisas e principalmente, aprendi a respeitar o espaço do outro.

Esse ano foi uma barra mesmo, porque além de ser o primeiro ano longe de casa, aprendi a morar com quem eu amo, e olha, não é fácil, a convivência é muito diferente do que se imagina, mas foi ótimo porque aprendi a ver o jeito, defeitos e principalmente valorizar as qualidades que são muitas, pra poder cada dia mais fazer o melhor e o impossível para tudo ficar bem.

Aprendi a calar a boca na hora que precisa calar, abrir a boca pra dar um chacoalhão e acolher nos momentos difíceis e nos fáceis também, porque carinho não se mede, carinho e amor são as coisas mais puras do coração e devem ser distribuídas a rodo. Rsrs

Agradeça a esse ano você também, foi difícil pra todos, mas enfim passamos, e podemos vir muito mais maduros para o próximo e com certeza muito mais leves, porque já temos bagagem suficientes pra dizer “OLHA, ja passei por isso e uufa, superei”.

sdfcs

Feliz 2016

PS: Vinicius, desculpa as ansiedades e medos. Eu te amo e quero passar mais e mais anos novos com você.


largeEu não sei porque eu fico nessa luta desesperadora de querer ser sempre a melhor em tudo, o destaque e a pessoa influente, mas sempre me frustro porque estou “na média” das coisas.

Mas não que isso seja negativo, porque o parâmetro de relevância é muito relativo. O bom numa teoria, as vezes não é tão bom assim na prática. Mas no meu caso, sinto que preciso aceitar em ser apenas…..

Nem existe palavra pra descrever, porque a minha vida inteira eu nunca fui a “completa e irritante sabichona” like Hermione Granger, mas sabe quando você tem um valor fundamental nas coisas? Como se as pessoas ao perceber a ação, ato, circunstancia, sei la que raios, olham pra você falam “Muito obrigada, você ajudou muito”, “você é competente”.

“Não existe alguém como você”…

Acho que é isso.. Não adianta pensar em parâmetros de genialidade se eu sou uma parcela avulsa de coisas boas que agregam as pessoas. Mas ainda sim, é muito difícil não comparar com os outros.

Só que a minha vida é completamente diferente da dos outros, meu histórico é diferente, minhas experiências são diferentes, até MINHA IDADE é diferente…

Estou no primeiro ano de faculdade com 23 anos.. Não parece, mas é! E existem pessoas ao meu redor com 18 anos.. Uma puta diferença de vivencia de vida que ninguém nunca pode comparar.

Então acho que é isso.. Pra que pensar em ser boa, em ser reconhecida por fatos sendo que posso simplesmente ser única do meu jeito?


IMG_2750-0
Esse ano está sendo um ano de muita análise dos meus erros e acertos ao longo dessa chamada “idade adulta”, e me peguei pensando se de fato já estou nela, ou ainda sou apenas uma adolescente louca que não cresceu..
Sei que gostar de desenhos, jogos, Disney e Harry Potter é algo que não tem idade, mas até onde vai essa ligação com o recreativo e infantil?
Será por conta das alunas ou pelo fato de não aceitar que cresci e preciso lidar com problemas pelo resto da vida?
Sou muito insegura, admito, e o que me faz regredir e pensar demais antes de fazer algo é por conta do que os outros falam… Tem muitas pessoas que acreditam demais em mim, mas as vezes não sei se é por de fato acreditar, ou por querer me ver no chão, até porque analisando minha vida até agora, já conquistei muita coisa excelente, mas nem eu mesmo acredito, então quando me falam “nossa, vai fundo porque vc pode” fico me sentindo pequena.
Ai nisso, creio que acabo descontando nas coisas da infância, porque como não curti como uma pessoa normal, quero esconder meus dotes através dessa infância perdida.
Mas quando será que eu vou acordar e ver que sou uma pessoa boa e inteligente pra conquistar o que eu quero?
Quando a Hermione Granger/ Bela vai resolver encarar as horcruxes/Fera da vida?
Até quando vou ficar nessa de “Aaaaahh que isso, não sou nada, é por causa do tempo”, “é porque tive sorte”, “não, mas é que nesse dia eu tava com X”, de desculpinhas bobas pra um talento que no fundo sei que tenho e não acredito?
Quero acreditar que sou boa sim é que posso ser excelente, mas se não partir de mim, nunca acreditarei!



4x15

Divulgando a Ciência do Treinamento

Um Travesseiro Para Dois

tudo é especial se quisermos que seja.

Red Pointe - Blog de ballet

Um blog com dicas de ballet, ballet adulto, músicas de ballet (repertório) e muito mais!

Blá

Poesias, Crônicas, Contos

Suspiros & Desatinos

um pouco de amor. um pouco de humor.

Mundo Q

Entre Estantes e Espelhos