Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Tag Archives: romance

Eu tento negar e dizer que sou uma pessoa moderna, mas quanto mais velha, mais percebo o meu tradicionalismo.

Falo que não, mas não tem uma coisa que me deixa mais derretida do que histórias de amor verdadeiro.

O sabor da conquista, as descobertas, aquelas briguinhas que sempre terminam com “o final feliz” do beijo apaixonado, da ida louca ao aeroporto ou a surpresa ao chegar em casa.

Vou mentir se negar que não gosto de flores, que não gosto de cartões ou musicas com dedicatória… Fico tão apaixonada! E me derreto quando vejo.

Gosto de ir dormir pensando e relembrando cada pedacinho especial vivido até pegar no sono e se durmo, tento no dia seguinte recontar de onde parei pra não perder a oportunidade de esquecer cada pedacinho.

Cada sorriso, cada mão dada, cada beijo apaixonado…

Me nego, mas fico idealizando o pedido de casamento, como será minha reação, como será a aliança e como ele vai pensar.

Adoro surpresas inesperadas.. Uma chegada em casa surpresa, uma mentirinha boba de que não vai passar em casa mas chega sorrateiro e me dá um abraço pelas costas ou aquela visita inesperada com uma rosa e o abraço cheiroso!

Sou e sempre fui romântica, pena que as vezes esqueço, mas não tem nada melhor do que aquele amor que dá quentinho no coração como uma velha comédia romântica.

Advertisements

Me imagino na sua frente.. Nós dois sozinhos com uma iluminação fraca ao nosso redor.

Rimos tanto um do outro por frases tolas, comentários inúteis e pensamentos, até que nossos olhares se encontraram e um silêncio se instalou.

Senti algo mudando em você, seu olhar ficou penetrante, sério, carregado. Eu… Fico extasiada com seus olhos e os percebo lá no fundo dos meus.

Sem tirar seus olhos azuis dos meus, você pega minha mão direita, dá um longo beijo e puxa seu corpo contra o meu lentamente nos fazendo dançar uma valsa desajeitada. Aos poucos sinto sua respiração perto da minha como se fosse uma música e nossos olhos continuam unidos assim como nossas mãos. Então você afasta o meu cabelo do meu rosto lentamente, observando cada detalhe, analisando cada traço, cor e textura. Nossa valsa silenciosa pára para assistir o espetáculo interno dos nossos corações acelerados e respiração ofegante.

Então você passa a mão pela minha nuca e se aproxima, desviando seu olhar agora para a minha boca.

Ao tocá-la, sinto seus lábios quentes e macios em um beijo terno e lento. Parecia que você queria estudar e aproveitar cada centímetro e cada segundo desse beijo. Eu, antes que tocasse meus lábios, fechei meus olhos e ouvi sua respiração se aproximando e ao sentir sua boca na minha, perdi o fôlego e fui levada aos céus com seu carinho e cuidado.

Cada segundo daquele beijo, o ritmo, os toques e trocas, expressavam o mais puro desejo de amar e ser amado. Só o coração podia explicar tamanha entrega de ambos, pois não há palavras á altura.

No final, fomos nos afastando ainda de olhos fechados, mantendo acessa a sensação gostosa que foi. Ao abrir os olhos, estes se encontraram mais uma vez, os meus marejados e os seus brilhando.

Nos abraçamos fortemente e senti o seu coração batendo forte sobre o meu, sinalizando a intensidade e entrega daquele momento.

E segundo eles, aquele seria só o primeiro, dos muitos beijos que daremos.

MochileiradeAllStar



Quatrode15

Popularizando a ciência do treinamento

Um Travesseiro Para Dois

tudo é especial se quisermos que seja.

Red Pointe - Blog de ballet

Um blog com dicas de ballet, ballet adulto, músicas de ballet (repertório) e muito mais!

Blá

Poesias, Crônicas, Contos

Suspiros & Desatinos

um pouco de amor. um pouco de humor.

Mundo Q

Entre Estantes e Espelhos