Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Tag Archives: nova vida

São tempos dificeis para os sonhadores, já dizia Amelie Poulain e hoje amanhecemos com uma notícia que mexerá muito com os sonhos de todos nós brasileiros. A aprovação da PEC 55, a PEC da morte.

brasil-de-luto

Não sou muito engajada com política, mas depois que minha faculdade foi ocupada em protesto a esse congelamento de VINTE FUCKING ANOS dos gastos com educação (a qual me incluo como universitária de uma instituição pública), assistência social e saúde, não pude não me agonizar com o que poderá acontecer nos próximos anos.

Em meio as promessas de fim de ano, não consigo nem me posicionar favorável de que boas coisas estão vindo. Como disse “são tempos difíceis para os sonhadores”, mas ainda como uma grande sonhadora e esperançosa, vou torcer para que esses tempos de trevas políticas, sirvam para fazer com que o brasileiro possa refletir melhor sobre seu espaço e seu próximo.

Através desse post, peço que todos nós mentalizemos luz e paz para o ano que irá iniciar, para que as perdas que estão previstas, sejam revistas e melhor trabalhadas para que todos possamos sair bem dessa fase difícil e consigamos ganhos muito maiores através da percepção do que esta nos rondando.

Claro que deveríamos ter evitado tudo isso nas eleições e blablabla que todos os “mimizentos” falam, mas agora que ta tudo feito, vamos mentalizar energias positivas, porque existe sim uma corrente do bem e se cada um fizer sua parte mesmo que seja no plano espiritual, podemos reverter essa energia negativa que esta rondando.

Até porque o ano de 2016, segundo a numerologia, é um ano 9 (2+0+1+6=9). Um ano de fim, de conclusões, para um novo tempo.

Então se vamos viver um novo tempo, vamos construir com muita luz e paz para os nossos filhos e netos!


largeSenti tantas esperanças esse ano e fui tantas vezes boicotada que nem sei como imaginar como será esse ano de 2017…

São tantas esperanças renovadas, tantos objetivos, tantos sonhos que depois desses dois anos não sei o que pensar..

Só consigo rezar com todas as minhas forças para que Deus, Alá, Deusa, Ganesha, Nossa Senhora Aparecida, São Longuinho e sei la mais quem, que meus sonhos plantados e não realizados durante esse ano, se realizem no próximo.

É quase um apelo desesperado para que enfim as coisas entrem nos trilhos, porque já estou cansada de tanta, mas tanta confusão na minha vida desde o dia que escolhi entrar na faculdade.

Não.. Não estou nem um pouco arrependida dessa decisão, porque de fato foi a melhor decisão que fiz em 5 anos de ócio acadêmico, mas desde então, minha vida só vai pro lado que não escolho..

Engordei.. Me estressei.. Fali… Tive uma série de imprevistos malucos… Continuo pobre, mas não perdi a vontade de sonhar, mesmo sabendo que muitos desses sonhos podem ser ofuscados pelas preocupações do dia a dia.

E depois desse 2015 parte 2, o que pensar? Ser a pé no chão que precisa ser fria pra não se frustrar e se machucar, ou arriscar de novo a sonhar e acreditar que coisas boas estão mais perto do que nunca agora?

Porque não é possível que depois de tanta desgraça e coisas chatas, a luz não esteja me esperando pra colorir meus dias…

Continuo no aguardo..


Demorei um tempo pra entender todos os sentimentos que estão se passando dentro de mim nestes Jogos Olímpicos do Rio 2016, mas acho que só depois de ouvir o nosso grande hino nacional na Medalha de Ouro do vôlei foi que toda a emoção acumulada tomou conta de mim..

Emoção de poder ter ido conferir com todo o medo de não dar conta por causa do ano passado, emoção de ter feito parte da torcida que os conduziu a essa final quando assisti Brasil e Argentina nas Quartas de Final, emoção de sentir a vibração do meu namorado recém formado, desacreditado da profissão e da carreira frente a tantas dificuldades a grande emoção de poderá fazer parte desse sonho de viver uma competição olímpica no quintal de casa.. Cidade Maravilhosa.. Bênção do Cristo Redentor!

Me faltam palavras de tanta emoção..

Só consigo chorar e acreditar que a sementinha foi plantada e com fé em Deus, no esporte e na minha profissão, o esporte mudará mais vidas do que daqueles que ali competiam..

Vidas como de Rafaela Silva que aprendeu seu esporte na favela, dos meninos da ginastica que já tiraram dinheiro do bolso pra pagar os custos do esporte e tantos outros exemplos..

Mas sem esquecer das dificuldades que gente como a seleção feminina de futebol enfrenta como a falta de apoio e financiamento que só é investido no futebol masculino. Não sou ninguém para desmerecer o trabalho deles, mas existem muitas potencias e belezas que nosso pais não vê e não conhece e meu papel como futura Profissional de Educa é estampar esses talentos na cara do brasileiro pra gente vibrar, cantar, festejar e apoiar seja ele da nosso pais, ou um companheiro refugiado!

Viva o esporte!

Viva ao Brasil!

Viva as Olimpíadas!

Viva ao nosso mundão!

Porque já bem diz o slogan desse jogos: “Um novo mundo” e é isso que espero para os meus sobrinhos, filhos, netos..

Juntos somos um. Juntos somos o time Brasil!!


large

No fundo, eu bem sabia que esse seria um ano muito difícil na minha vida, muito difícil meeeeesmo. E nem vou ficar falando “olha, mais foi mais do que o imaginado”, mentira, porque eu sabia que teria que enfrentar várias barras.

E mesmo chorosa, com medo, e posso até dizer que, um pouco desacreditada, eu posso dizer com todas as letras que PASSEI, SOBREVIVI, CONSEGUI, JÁ ERA.

Como todo ano na nossa vida, o próximo será de renovações, mas não aquelas de começo de ano que você promete emagrecer, aprender uma nova língua ou enfim se declarar pro crush. É aquele ano de MAIS renovações pessoais, mais desafios, mais escolhas pra tomar e mais diversidades encontrar.

Agradeço imensamente por tudo que vivi, desde aquele roubo na minha conta (sim, gente, roubaram a minha conta), até a queda da gata (que me custou vários rins) e a quebra do banheiro de casa (custou os rins de pessoas que trafiquei – ZUEIRA), porque apesar do medo de poder viver isso de novo, no fundo do meu coração cheio de buraquinhos, eu sei que não passarei por isso de novo porque aprendi a lidar com tudo isso.

Aprendi a observar melhor, conversar melhor, desabafar, cuidar das coisas e principalmente, aprendi a respeitar o espaço do outro.

Esse ano foi uma barra mesmo, porque além de ser o primeiro ano longe de casa, aprendi a morar com quem eu amo, e olha, não é fácil, a convivência é muito diferente do que se imagina, mas foi ótimo porque aprendi a ver o jeito, defeitos e principalmente valorizar as qualidades que são muitas, pra poder cada dia mais fazer o melhor e o impossível para tudo ficar bem.

Aprendi a calar a boca na hora que precisa calar, abrir a boca pra dar um chacoalhão e acolher nos momentos difíceis e nos fáceis também, porque carinho não se mede, carinho e amor são as coisas mais puras do coração e devem ser distribuídas a rodo. Rsrs

Agradeça a esse ano você também, foi difícil pra todos, mas enfim passamos, e podemos vir muito mais maduros para o próximo e com certeza muito mais leves, porque já temos bagagem suficientes pra dizer “OLHA, ja passei por isso e uufa, superei”.

sdfcs

Feliz 2016

PS: Vinicius, desculpa as ansiedades e medos. Eu te amo e quero passar mais e mais anos novos com você.



4x15

Divulgando a Ciência do Treinamento

Um Travesseiro Para Dois

tudo é especial se quisermos que seja.

Red Pointe - Blog de ballet

Um blog com dicas de ballet, ballet adulto, músicas de ballet (repertório) e muito mais!

Blá

Poesias, Crônicas, Contos

Suspiros & Desatinos

um pouco de amor. um pouco de humor.

Mundo Q

Entre Estantes e Espelhos