Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Tag Archives: metas

largeSenti tantas esperanças esse ano e fui tantas vezes boicotada que nem sei como imaginar como será esse ano de 2017…

São tantas esperanças renovadas, tantos objetivos, tantos sonhos que depois desses dois anos não sei o que pensar..

Só consigo rezar com todas as minhas forças para que Deus, Alá, Deusa, Ganesha, Nossa Senhora Aparecida, São Longuinho e sei la mais quem, que meus sonhos plantados e não realizados durante esse ano, se realizem no próximo.

É quase um apelo desesperado para que enfim as coisas entrem nos trilhos, porque já estou cansada de tanta, mas tanta confusão na minha vida desde o dia que escolhi entrar na faculdade.

Não.. Não estou nem um pouco arrependida dessa decisão, porque de fato foi a melhor decisão que fiz em 5 anos de ócio acadêmico, mas desde então, minha vida só vai pro lado que não escolho..

Engordei.. Me estressei.. Fali… Tive uma série de imprevistos malucos… Continuo pobre, mas não perdi a vontade de sonhar, mesmo sabendo que muitos desses sonhos podem ser ofuscados pelas preocupações do dia a dia.

E depois desse 2015 parte 2, o que pensar? Ser a pé no chão que precisa ser fria pra não se frustrar e se machucar, ou arriscar de novo a sonhar e acreditar que coisas boas estão mais perto do que nunca agora?

Porque não é possível que depois de tanta desgraça e coisas chatas, a luz não esteja me esperando pra colorir meus dias…

Continuo no aguardo..

Advertisements

large

No fundo, eu bem sabia que esse seria um ano muito difícil na minha vida, muito difícil meeeeesmo. E nem vou ficar falando “olha, mais foi mais do que o imaginado”, mentira, porque eu sabia que teria que enfrentar várias barras.

E mesmo chorosa, com medo, e posso até dizer que, um pouco desacreditada, eu posso dizer com todas as letras que PASSEI, SOBREVIVI, CONSEGUI, JÁ ERA.

Como todo ano na nossa vida, o próximo será de renovações, mas não aquelas de começo de ano que você promete emagrecer, aprender uma nova língua ou enfim se declarar pro crush. É aquele ano de MAIS renovações pessoais, mais desafios, mais escolhas pra tomar e mais diversidades encontrar.

Agradeço imensamente por tudo que vivi, desde aquele roubo na minha conta (sim, gente, roubaram a minha conta), até a queda da gata (que me custou vários rins) e a quebra do banheiro de casa (custou os rins de pessoas que trafiquei – ZUEIRA), porque apesar do medo de poder viver isso de novo, no fundo do meu coração cheio de buraquinhos, eu sei que não passarei por isso de novo porque aprendi a lidar com tudo isso.

Aprendi a observar melhor, conversar melhor, desabafar, cuidar das coisas e principalmente, aprendi a respeitar o espaço do outro.

Esse ano foi uma barra mesmo, porque além de ser o primeiro ano longe de casa, aprendi a morar com quem eu amo, e olha, não é fácil, a convivência é muito diferente do que se imagina, mas foi ótimo porque aprendi a ver o jeito, defeitos e principalmente valorizar as qualidades que são muitas, pra poder cada dia mais fazer o melhor e o impossível para tudo ficar bem.

Aprendi a calar a boca na hora que precisa calar, abrir a boca pra dar um chacoalhão e acolher nos momentos difíceis e nos fáceis também, porque carinho não se mede, carinho e amor são as coisas mais puras do coração e devem ser distribuídas a rodo. Rsrs

Agradeça a esse ano você também, foi difícil pra todos, mas enfim passamos, e podemos vir muito mais maduros para o próximo e com certeza muito mais leves, porque já temos bagagem suficientes pra dizer “OLHA, ja passei por isso e uufa, superei”.

sdfcs

Feliz 2016

PS: Vinicius, desculpa as ansiedades e medos. Eu te amo e quero passar mais e mais anos novos com você.


Sempre me pego afirmando para as pessoas que o amor existe e que ele pode ser alcançado, mas será que as pessoas sabem o que é o amor?? Aquele verdadeiro mesmo, que preenche? Acho que não.

As pessoas de hoje em dia acreditam que amor e felicidade, andam ao lado de estar com uma pessoa e ser amado, mas não é isso. Amor é muita coisa, e muito além disso. E olha que não estou sozinha e sim, já sofri muito na vida, graças a Deus. Porque só assim, percebi o “Lado bom da vida” (inclusive recomendo demaaaais esse livro/filme).

Mais difícil ainda é convencer que amar a si, é a melhor chave. Como prova viva e como venho observando na minha jornada, quando você vê o melhor em você mesmo, tudo acontece e apesar de gostar muito da frase de Ed Sheeran: “The worst thing in life come free to us (as piores coisas da vida vem de graça para nós)”, discordo totalmente, porque a gente encontra a felicidade nas coisas mais idiotas.

Tenham amor pela sua vida, pensem que existe coisa pior que já foi vivida e que vocês são muito jovens pra acreditar que nada vale a pena e que vocês não tem chance de ser feliz.

Deem uma chance pra tudo, se entreguem naquilo que TE PREENCHE DE VERDADE. Não mintam pra vocês mesmos, sejam verdadeiros, sejam autênticos, e quando precisarem, busquem ajuda siiim, faz bem e ninguém que te ama irá te julgar. Mas te preencha com coisas boas.

Gastar tempo reclamando e ouvindo muitas opiniões de outras pessoas não vai mudar sua vida, eles não sabem o que se passa dentro de você. Busque sempre o que for verdadeiro, mesmo que isso demore horas, dias ou anos, mas busquem!!

Vocês verão que a sua “vidinha de merda”, vai dar um salto e cada dia que passará, você verá que tudo se encaixará e tudo dará certo, basta confiar e amar VOCÊ!!

 

 


Hoje tive uma conversa bem franca com a minha mãe e diante dessa conversa comecei a me ouvir falar e nossa… Como as coisas mudam de um ano para o outro.. E que bom não é? Imagina termos a mesma mentalidade e atitude sempre, como seria? BORING!

Fiquei analisando minhas condições no ano passado e minhas decisões ao longo do ano que se passou. Foi um ano financeiramente difícil, mas foi um ano de grandes decisões num curto espaço de tempo.

Outra coisa que me fez pensar, é que uma colega minha (que não via há muito tempo), comentou que sempre acreditou que eu seria a primeira da escola a entrar na faculdade, e hoje, ela esta com 2 filhos terminando a dela e eu estou aqui decidindo se caso ou se compro uma bicicleta. rsrs

Para muitos, isso poderia soar como algo ruim, porque a pessoa “evoluiu” em 5 anos pra cá e eu fique estagnada, mas eu vejo diferente, porque eu escolhi viver coisas que essa pessoa não viveu. Cada um tem mérito e cada um, fez suas escolhas.

Tive anos ruins e cheio de decisões que, hoje, eu não tomaria, mas estas serviram para que eu desenvolva meu senso critico, para que eu tenha certeza do que quero fazer pro resto da vida e ter certeza das minhas condições de vida.

Citando a minha maneira, o querido Alvo Dumbledore, digo que “para uma mente bem estruturada ‘decisões’ são apenas aventuras seguintes” e eu fui observar as condições de minha vida para assim, estruturar minha mente para as novas escolhas e novas aventuras que escolhi viver esse ano.

Não consigo me imaginar como antes.. Sou uma pessoa completamente nova e a prova disso é a minha atual capacidade de conseguir conversar com a minha mãe. Vocês não sabem o quanto isso me deixa satisfeita…

Me sinto mais mulher, mais critica, mais autentica, mais madura e gosto muito disso. Cada vivência minha, foi para que eu aprendesse a ser e conviver com quem eu sou e como estou me divertindo com isso.

Tenho agradecimentos especiais às pessoas que mais estiveram presentes na minha vida e são elas o Vinicius (meu amor lindo) e a Josi (minha psicóloga linda) que por uma ironia do destino, apareceram exatamente na mesma época e deram essa empurrada nas minhas decisões. Não digo que foram vocês que me mostraram o caminho de fato, mas tenho certeza que foram vocês que estiveram lá me aconselhando e estimulando para que EU tome minhas decisões por mim para o bem de todos. Valeu pelas broncas, pelo ombro pra chorar, pelas palmas nas conquistas (e olha que pra eu decidir algo, tem que ter paciência, porque só vocês sabem da minha indecisão) e por estar sempre por perto e me ouvindo.

Muito obrigado por esse quase 1 ano!! ♥


Pois é… A vida é uma roda gigante mesmo!!

Na mesma proporção que as coisas vem, as coisas vão também e devemos ficar atentos. Atentos pra não se abalar com as perdas e atentos contra a inveja, que infelizmente esta sempre batendo a nossa porta.

A cada conquista nossa devemos ter a ciência de que não foi sorte, e sim trabalho, seja este algo recente ou de longa data, mas cada escolha nossa, gera uma consequência e cabe a nós saber lidar com cada coisa.

Como diz a lendária frase de Dumbledore no HP3 “É possível encontrar a felicidade nas horas mais sombrias, se a pessoa se lembrar de acender a luz”, então penso eu que se vc se permitir viver as coisas boas, elas virão até você da maneira mais fácil e linda que a vida pode te trazer, e caso as dificuldades apareçam, você não pode deixar que elas apoderem-se de você, porque lá na frente, as coisas irão fazer sentido e você voltará a sorrir, ou melhor, você dará muito risada daquela situação que passou e ficou com um drama que hoje, você acha que foi ridículo.

Então o meu conselho do dia é: viva cada coisa intensamente e de maneira leve, porque a gente nunca sabe qual será o desfecho, mas antes não se preocupar, do que se preocupar demais e esquecer de viver!

 

Agora pra animar, nada melhor do que olhar essa roda gigante maravilhosa que terei o prazer de conhecer em breve! ♥ LondonEye ♥

large large (3) large (2) large (1)


tumblr_m4rd70HIGY1qj73e2o1_500E começam os primeiro pensamentos chatos do ano, as primeiras preocupações desnecessárias e minha primeira briga interna. Convenhamos que na TPM tudo fica como se tivéssemos uma lente de aumento, mas é muito chato ficar se importando com as idiotices da vida!

Eu tenho raiva de mim mesma em ficar absorvendo esse tipo de coisinha medíocre e chata, mas é quase inevitável quando o que eu faço é sempre evitar isso, mas uma coisa meu namorado me falou e me mexeu bastante.. Se eu odeio ver os outros reclamando, porque eu perco tempo reclamando também?

Desapego. Essa é uma palavra bem usada no meu círculo de contatos, sei o que se significa, mas minha mente acredito que ainda não compreendeu, por conta dos fantasmas do meu passado. Só que olhando bem, não tenho tantos fantasmas assim, fico contando como se minha juventude tivesse sido uma bosta, mas ela só foi limitada. Limitada de experiências, gostos, cheiros, ralões no asfalto da minha rua, e doenças.

Entendo minha mãe de querer me preservar pra eu ser uma boa pessoa, até porque na minha cidade, posso encontrar drogados e meninas de 16 anos com 2 filhos andando pela rua tranquilamente, e ela não quis isso, mas não vivi muita coisa que estou vivendo agora e me sinto uma adolescente ainda.

Coisas que leio, atitudes que tenho, musicas que ouço.. Sou uma garotinha ainda, mas infelizmente (ou felizmente) a vida adulta já clama pela minha atenção com as contas a pagar, faculdades em mente e quem sabe casamento pra daqui uns bons anos.. Longe? É, mas é necessário planejar, porque ainda tenho meus sonhos pra alcançar e não quero desistir deles.

Graças a Deus tenho persistência e sangue de luta, só essas idiotices que me fraquejam, mas esse ano quero ME fortalecer pra não fraquejar! Quero ser quem eu sou sem medo porque as pessoas tem uma imagem minha que não existe mais e quando preciso de credibilidade, aquela antiga imagem fica impregnada e me irrita!!

Hora da mudança, hora da transformação, hora de ser eu!


ClassesComplicado quando você esta acostumado a uma vida, vive ela intensamente, descobre que ama com toda a alma, se dedica até não poder mais e num determinado momento percebe que esta começando a ver que por mais certo que dê, não dá “retorno”.

Você tem duas escolhas a fazer nessas situações, ou permanecer e trabalhar para sobreviver, deixar de lado e seguir a vida com mais tranquilidade.. Claro que digo tranquilidade no sentido de recursos porque escolhendo a segunda opção, é lógico que o coração sempre vai doer ao ver as fotos, ouvir as músicas e ver seus amigos que continuaram, ou conseguiram aguentar.

Como sobreviver com a sensação e que poderia estar fazendo mais e que se estivesse a consciência que tem hoje à 5 anos atrás, as coisas seriam diferentes? E se tivesse partido para o caminho convencional logo de inicio, será que seria mais fácil continuar? E quando você tenta tenta tenta e sente que o esforço é grande, mas parece que a recompensa nunca vem?

Até quando vou sentir isso? Ou melhor, quando terei coragem de decidir o que quero fazer na vida?

Será que eu aguento permanecer e estudar?

Sinto que a vida me dá sinais pra não desistir, mas como sendo que eu quero estudar e crescer um pouco em outras áreas?

Dificil crescer e cada dia que passa parece que a vida corre e eu sinto a sensação de estar inerte no meio da bagunça que é minha vida!

Eu descobri que amo dançar e não quero deixar isso, mas como prosseguir se as responsabilidades batem na porta? Quando o retorno financeiro começa a gritar e suas contas também? Mas ainda sim, seu coração bate mais forte pra ficar, arranjar uma maneira..

Aulas de manhã, dar aulas a tarde, estudar a noite.. Sei lá! Vontade de ficar não me falta, mas a necessidade tá gritando comigo…

MochileiradeAllStar



Quatrode15

Popularizando a ciência do treinamento

Um Travesseiro Para Dois

tudo é especial se quisermos que seja.

Red Pointe - Blog de ballet

Um blog com dicas de ballet, ballet adulto, músicas de ballet (repertório) e muito mais!

Blá

Poesias, Crônicas, Contos

Suspiros & Desatinos

um pouco de amor. um pouco de humor.

Mundo Q

Entre Estantes e Espelhos