Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Tag Archives: fim de ano

large

Eis que chega mais um ano..

Um ano que por um lado pode ser visto como uma conclusão, mas que algo no meu interior diz que será um ano de começo!
Só preciso ter mais segurança do que faço, mas sinto que o que foi construído será colhido, mas não como um fim, mas um meio, aquele suspiro de trabalho feito.
Esse ano, pretendo me formar, e pensar nisso me assusta, pois enfim a formatura está chegando, o diploma também, mas o mundo real também, só que não estou com medo… Estou ansiosa, estou querendo fazer o que sei, fazer o que gosto, multiplicar conhecimento e utilizar meu tempo para aprimorar esse conhecimento.
E o curioso, é que na mesma proporção que estou sentindo essa vontade de viver, estou tento a oportunidade de olhar para a trás e viver coisas que sempre sonhei desde muito nova.
Conhecer artistas que amo, revive infância, aprendendo coisas novas, mas que eram antigas, sonhando de novo..
Este ano tem me trazido, mesmo em uma única semana, a esperança de novas possibilidades, mas não só nos planos, mas nas ações, que são muito mais reais e concretas.
Só que vc acha que eu estou me matando pra ver isso acontecendo? Não! Eu estou abrindo meus caminhos com leveza pra sentir essas brisas entrando na minha vida e acho que 2018 vai ser assim: um “deixa a vida me levar”, com propósito, sonhos e objetivos, mas tudo com leveza.
Advertisements

São tempos dificeis para os sonhadores, já dizia Amelie Poulain e hoje amanhecemos com uma notícia que mexerá muito com os sonhos de todos nós brasileiros. A aprovação da PEC 55, a PEC da morte.

brasil-de-luto

Não sou muito engajada com política, mas depois que minha faculdade foi ocupada em protesto a esse congelamento de VINTE FUCKING ANOS dos gastos com educação (a qual me incluo como universitária de uma instituição pública), assistência social e saúde, não pude não me agonizar com o que poderá acontecer nos próximos anos.

Em meio as promessas de fim de ano, não consigo nem me posicionar favorável de que boas coisas estão vindo. Como disse “são tempos difíceis para os sonhadores”, mas ainda como uma grande sonhadora e esperançosa, vou torcer para que esses tempos de trevas políticas, sirvam para fazer com que o brasileiro possa refletir melhor sobre seu espaço e seu próximo.

Através desse post, peço que todos nós mentalizemos luz e paz para o ano que irá iniciar, para que as perdas que estão previstas, sejam revistas e melhor trabalhadas para que todos possamos sair bem dessa fase difícil e consigamos ganhos muito maiores através da percepção do que esta nos rondando.

Claro que deveríamos ter evitado tudo isso nas eleições e blablabla que todos os “mimizentos” falam, mas agora que ta tudo feito, vamos mentalizar energias positivas, porque existe sim uma corrente do bem e se cada um fizer sua parte mesmo que seja no plano espiritual, podemos reverter essa energia negativa que esta rondando.

Até porque o ano de 2016, segundo a numerologia, é um ano 9 (2+0+1+6=9). Um ano de fim, de conclusões, para um novo tempo.

Então se vamos viver um novo tempo, vamos construir com muita luz e paz para os nossos filhos e netos!


Luz

superthumbNeste exato momento. 11/1/2016 as 21h43, cai uma grande chuva aqui em São Vicente.

Para muitos, é um momento chato porque acabou com a chance de praia ou aquele rolezim de domingo a noite, mas pra mim, o momento é outro.

Desde sexta feira ando entoando um mantra dedicado a Lord Ganesha (Deus hindu do intelecto, da sabedoria e da fortuna), mas não por seu significado, mas porque tem uma força maior que me faz acreditar que Ganesha é um dos meus guias espirituais, mesmo sendo de uma religião da qual não conheço a fundo.

E desde então, apesar de pequenas, sinto mudanças de vibração muito poderosas. Dado um exemplo, essa chuva torrencial na região. É UMA LAVAGEM DE ESPIRITO!!! Eis que estou lavando a minha alma dos infortúnios que me assolaram desde 2014 ou sei lá de quando.

Mas o que me motivou a escrever isso, é a inspiração que senti desde que acordei de um sonho estranho…

Dentro de um sonho, ter a visão do que diz ser Deus, me fez acordar diferente. Me fez olhar a minha vida de outro jeito e saber que essa vibração correu por minha família, foi melhor ainda.

Fartura espiritual e alegria em abundancia foi o auge do meu dia. Ou melhor, o início da mudança. O início do colhimento dos frutos de tanto tempo lutando pelas minhas causas.

Cara.. É muito estranho falar disso sim, mas não consigo me conter de que há uma energia forte em mim querendo ser libertada e a forma que encontrei que pode – quem sabe – alcançar algumas pessoas que podem por fim ocasionar numa corrente do bem, foi por aqui…

Espero terminar meu 2016 com esse lindo texto sobre encontro e luz, mas nunca se sabe quais serão as próximas descobertas ainda nesse ano tão cheio de surpresas, mas fica aqui explicito a mudança de padrão vibracional dos textos que havia cultivado nos últimos tempos.

O período de ocupação da faculdade em meio as confusões e momentos decisivos do governo que estou vivendo foi mais do que um momento de luta por direitos iguais de educação e qualidade de ensino, mas uma luta interna pra saber onde eu estava esse tempo todo.

Que Ganesha me ilumine e ilumine a todos nós com sua sabedoria para que 2017 seja o momento de colhermos tudo o que plantamos, para que enfim, toda aquela agonia vivida nos últimos anos, sejam substituídas por momentos de paz e sorrisos para todos, porque estamos aqui nessa Terra com o propósito de sermos felizes e levarmos felicidade aos que nos rondam, porque gentileza gera gentileza e paz leva paz.

Feliz fim de 2016 a todos e que a paz esteja com todos vcs!

*Não ia deixar de colocar o mantra né?!


large

Acho que John Lennon e Paul McCartney estao querendo me dizer alguma coisa nesse começo de ano hein..

Começou quando estava feliz e saltitante (mentira, tava moscando em casa) ouvindo musicas leves pra começar o ano quando começa a tocar HEY JUDE. No exato momento, surge da janela uma borboleta esvoaçante amarela sobrevoando a sala de maneira descontrolada.

Ahhh.. Não deu outra, já pensei na hora que era um sinal de leveza e desprendimento, e então fui buscar a letra da musica que diz:

“Ei, Jude, não fique mal

Pegue uma canção triste e torne-a melhor

Lembre-se de deixá-la entrar em seu coração

Então você pode começar a melhorar as coisas

                                                                    […]

E qualquer vez que você sentir a dor

Ei, Jude, vá com calma

Não carregue o mundo nos seus ombros”

E na hora me dei conta de tudo que passei no ano de 2015 e como isso poderia refletir nesse novo ciclo de nossas vidas.

A gente não precisa lembrar das coisas como se elas só tivessem feito más lembranças, vamos transformá-las em canções bonitas, superação e até um certo nivel de alegria por termos aprendido com elas.

Então por uma ironia maior da vida, descubro que esse ano é o ano do SOL e adivinha só o que acabo de ouvir?

Sim, o titulo desse post, que diz que:

“Querida, tem sido um inverno longo, frio e solitário

Querida, parece que faz muitos anos desde que ele esteve aqui

Lá vem o sol

E eu digo

Que está tudo bem

[…]

Querida, os sorrisos voltaram aos rostos

Lá vem o sol

E eu digo

Que está tudo bem”

 

Então vamos mentalizar e vivenciar que esta tudo bem. O que era treva, hoje já é luz.

Enjoy 2016!


large

No fundo, eu bem sabia que esse seria um ano muito difícil na minha vida, muito difícil meeeeesmo. E nem vou ficar falando “olha, mais foi mais do que o imaginado”, mentira, porque eu sabia que teria que enfrentar várias barras.

E mesmo chorosa, com medo, e posso até dizer que, um pouco desacreditada, eu posso dizer com todas as letras que PASSEI, SOBREVIVI, CONSEGUI, JÁ ERA.

Como todo ano na nossa vida, o próximo será de renovações, mas não aquelas de começo de ano que você promete emagrecer, aprender uma nova língua ou enfim se declarar pro crush. É aquele ano de MAIS renovações pessoais, mais desafios, mais escolhas pra tomar e mais diversidades encontrar.

Agradeço imensamente por tudo que vivi, desde aquele roubo na minha conta (sim, gente, roubaram a minha conta), até a queda da gata (que me custou vários rins) e a quebra do banheiro de casa (custou os rins de pessoas que trafiquei – ZUEIRA), porque apesar do medo de poder viver isso de novo, no fundo do meu coração cheio de buraquinhos, eu sei que não passarei por isso de novo porque aprendi a lidar com tudo isso.

Aprendi a observar melhor, conversar melhor, desabafar, cuidar das coisas e principalmente, aprendi a respeitar o espaço do outro.

Esse ano foi uma barra mesmo, porque além de ser o primeiro ano longe de casa, aprendi a morar com quem eu amo, e olha, não é fácil, a convivência é muito diferente do que se imagina, mas foi ótimo porque aprendi a ver o jeito, defeitos e principalmente valorizar as qualidades que são muitas, pra poder cada dia mais fazer o melhor e o impossível para tudo ficar bem.

Aprendi a calar a boca na hora que precisa calar, abrir a boca pra dar um chacoalhão e acolher nos momentos difíceis e nos fáceis também, porque carinho não se mede, carinho e amor são as coisas mais puras do coração e devem ser distribuídas a rodo. Rsrs

Agradeça a esse ano você também, foi difícil pra todos, mas enfim passamos, e podemos vir muito mais maduros para o próximo e com certeza muito mais leves, porque já temos bagagem suficientes pra dizer “OLHA, ja passei por isso e uufa, superei”.

sdfcs

Feliz 2016

PS: Vinicius, desculpa as ansiedades e medos. Eu te amo e quero passar mais e mais anos novos com você.


E amanhã é como se estivesse saindo das férias, saindo da fadiga, cansaço e preocupação com o que é vazio.
Amanhã é meu ano novo de novo, e nem tem data comemorativa, mas quero sentir que amanhã é um novo recomeço, mais uma vez, da vida que mereço ter com tranquilidade.
Não quero mais pressão, não quero pensamentos negativos, nem reclamar que “não dá tempo”.
Quero fazer acontecer o que falta acontecer pra esse ano, sem desculpas e mimimis.
Que venha meu segundo semestre com muitos sorrisos, alivios e organização, principalmente MENTAL!

large


largeVoltando pra casa passei a pensar nas mudanças que o ano novo traz para todos. A força de vontade do pessoal, aquela energia que vai consumindo nossa vontade de alcançar nossos objetivos, e as diferenças ao nosso redor. Aí eu penso, como uma data pode mudar vidas não é?!

Do dia 31 de Dezembro – dia de dar graças a sua crença, de agradecer o ano e de terminar de reclamar dele tbm -, para o dia 1 de janeiro – dia de sonhar, abraçar, sorrir e galgar novas perspectivas pra nova fase da vida de cada um.

Ruim é ver que essa euforia toda só se dá no primeiro mês, porque já no segundo, as dividas começam a apertar, os novos feriados empacam a cidade e as velhas reclamações que a “segunda feira chegou mais uma vez”.

Gostaria que essa felicidade e essa euforia se mantivesse ao longo do ano inteiro, com os sorrisos bobos de “Feliz ano novo” todo dia, com um “Feliz dia novo”, pq cada dia é um dia para novidades, experiências e vivências que não se repetem, assim como cada ano.. Já imaginou quantos 14 de Janeiro de 2014 vc irá viver na sua vida? NENHUM mais né?!

Gentileza gera gentileza e se todos pensássemos que cada dia é uma novidade diferente, a sensação de ano novo ficaria pelo resto do ano, causando mais alegria e menos lamentação, pq lamentação do nosso lado irrita muito não acham?!

Esse ano quero tentar praticar não reclamar tanto, quem sabe não consiga manter minha vida mais relax e gostosa!



Quatrode15

Popularizando a ciência do treinamento

Um Travesseiro Para Dois

tudo é especial se quisermos que seja.

Red Pointe - Blog de ballet

Um blog com dicas de ballet, ballet adulto, músicas de ballet (repertório) e muito mais!

Blá

Poesias, Crônicas, Contos

Suspiros & Desatinos

um pouco de amor. um pouco de humor.

Mundo Q

Entre Estantes e Espelhos