Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Tag Archives: escolhas

Crescer não é tão legal quanto a gente pensa quando é criança..

Crescer pode até ser sinônimo de independência e liberdade, mas tem horas que isso é assustador!!

Me ver com 26 anos, desempregada e sem perspectiva de vida (mas com muitos sonhos) é um pouco desesperador sim, pois as vezes caio na neura de achar que perdi tempo, que não devia ter “””””parado minha vida””””” pra cursar uma faculdade longe de casa.

Porque voltar, é mais assustador do que viver em outro lugar.

Saímos cheio de sonhos, cheio de planos e vontades e quando se depara com o mundo real, se assusta, pois as obrigações vem, as cobranças também e a sensação de incapacidade também.

Às vezes é difícil ter fé quando se tem o mundo nas suas costas e você tem que pensar maneiras de carregá-lo. Fora a motivação toda que muitos dizem que é o fator chave da transformação.. Puff!! Se fosse uma chavinha como dizem, o mundo seria diferente.

Só que o mundo cobra, o mundo pressiona e quer resultados, e então você vai se perdendo dos seus sonhos.

Ou melhor, o mundo esnoba e debocha dos seus sonhos.

Mas o amadurecimento não tira uma coisa: a fé. Pois é na fé que tiramos o pouco de fôlego e força de vontade pra tentar chegar onde nosso coração deseja.

E cara.. Como é difícil ter fé em alguns momentos. Ainda mais quando você acha que o mundo pode ser injusto.

Mas sigo tentando e buscando o meu lugar ao Sol..

Advertisements

Leia ouvindo > Castle on the Hill

Imagem de moon, sky, and rainbow

A vida está me mostrando aos poucos que apesar de buscarmos um futuro, devemos sim, lembrar com carinho e gratidão as coisas que vivemos no passado.

Que as amizades passam, mas o carinho dos momentos vividos deve ser preservado no coração.

Que apesar das escolhas, não é justo julgar o outro por não ter seguido o que você achava certo.

Que quem você imaginava que ficaria para sempre, pode não ter os mesmos planos que você.

Que existe sim, lugar certo na hora certa.

Que a verdade dói, mas que existem momentos que ela cura.

Que relações humanas são mais humanas que apenas manter contato.

Ou seja, busque sempre olho no olho.

Que chorar pode parecer fraqueza, mas é depois das lágrimas que vem o Sol que você precisa.

Que procrastinar não é o caminho para nada, é só um atraso de vida.

Que simplicidade e sorrisos valem mais do que matéria.

Que o amor é a base de tudo e na minha humilde opinião, é a solução para todos os problemas.


large

No fundo, eu bem sabia que esse seria um ano muito difícil na minha vida, muito difícil meeeeesmo. E nem vou ficar falando “olha, mais foi mais do que o imaginado”, mentira, porque eu sabia que teria que enfrentar várias barras.

E mesmo chorosa, com medo, e posso até dizer que, um pouco desacreditada, eu posso dizer com todas as letras que PASSEI, SOBREVIVI, CONSEGUI, JÁ ERA.

Como todo ano na nossa vida, o próximo será de renovações, mas não aquelas de começo de ano que você promete emagrecer, aprender uma nova língua ou enfim se declarar pro crush. É aquele ano de MAIS renovações pessoais, mais desafios, mais escolhas pra tomar e mais diversidades encontrar.

Agradeço imensamente por tudo que vivi, desde aquele roubo na minha conta (sim, gente, roubaram a minha conta), até a queda da gata (que me custou vários rins) e a quebra do banheiro de casa (custou os rins de pessoas que trafiquei – ZUEIRA), porque apesar do medo de poder viver isso de novo, no fundo do meu coração cheio de buraquinhos, eu sei que não passarei por isso de novo porque aprendi a lidar com tudo isso.

Aprendi a observar melhor, conversar melhor, desabafar, cuidar das coisas e principalmente, aprendi a respeitar o espaço do outro.

Esse ano foi uma barra mesmo, porque além de ser o primeiro ano longe de casa, aprendi a morar com quem eu amo, e olha, não é fácil, a convivência é muito diferente do que se imagina, mas foi ótimo porque aprendi a ver o jeito, defeitos e principalmente valorizar as qualidades que são muitas, pra poder cada dia mais fazer o melhor e o impossível para tudo ficar bem.

Aprendi a calar a boca na hora que precisa calar, abrir a boca pra dar um chacoalhão e acolher nos momentos difíceis e nos fáceis também, porque carinho não se mede, carinho e amor são as coisas mais puras do coração e devem ser distribuídas a rodo. Rsrs

Agradeça a esse ano você também, foi difícil pra todos, mas enfim passamos, e podemos vir muito mais maduros para o próximo e com certeza muito mais leves, porque já temos bagagem suficientes pra dizer “OLHA, ja passei por isso e uufa, superei”.

sdfcs

Feliz 2016

PS: Vinicius, desculpa as ansiedades e medos. Eu te amo e quero passar mais e mais anos novos com você.


large (16)

“Quanto mais rápido a gente realizar nossos sonhos, quanto mais rápido a gente falar tudo aquilo que está preso no garganta, quanto mais rápido a gente abraçar alguém ou correr para matar a saudade, melhor. […] Tudo isso não machuca e tudo isso é pequeno demais perto da imensidão que a vida é. Perto das escolhas e de nosso destino. Não deixem nada para amanhã. Não deixem nada mesmo. Vai lá, corre e busca.” – Thiego Novais

*titulo criado por mim, só pra não deixar vazio


Uma confusão de pensamentos, junto com a confusão da vida alinhada com a frustração de 2014.  Ano que conseguiu ser péssimo até onde nem deveria sonhar ser, alimentando meu ódio até o último segundo, por pura falta de respiração.

Confusão tão grande, que até me impedia de começar a escrever, porque a mistura de sensações ruins e um resquício de esperança, me embananava a mente e me impedia de desabafar e utilizar essa “penseira”.

Ainda nem sei o que esperar desse ano… Alguns resquícios do último, com muitos problemas a resolver, muita dor para sentir, muito ódio carregado, mas ainda sim uma esperança la no fundo de dias melhores, e claro, a sensação de aprendizado do que passou. Mesmo apanhando, ainda consegui sobreviver…

Novas chances vêm ai, seja a chance de finalmente ingressar numa faculdade e mudar de vida, seja mudar minha rotina mais uma vez para tentar de novo, mas agora com a sabedoria dos meus limites, perspectivas de erros e finalmente uma respiração para seguir em frente.

Falando em respiração, foi justamente ela que não senti durante o último ano, parecia tudo corrido, não ouvia, não sentia, não vivia… Tudo foi, como um furacão! Pesado, rápido e que deixou muito estrago.

Graças a Deus, tenho a sabedoria de olhar pra trás e reconhecer meus erros e teimosias, porque só elas que me fizeram chegar em patamares jamais alcançados. Graças a Deus, hoje detecto o que me atrapalhou e como posso correr olhando pra frente, sem perder as esperanças e as energias.

Creio que tudo isso que ainda me atrapalha, é a falta de disciplina de acordar firme, arregaçar as mangas e voltar a ter a determinação que sempre tive e ainda tem lá no fundo do meu peito.

Determinação, garra, força de vontade, carinho, amor, amizade… Qualidades que sempre tive, mas fui perdendo aos poucos pelo cansaço, por extrapolar limites e por puro descuido.

Se me arrependo? Claro! Poderia ter feito tudo melhor, poderia ter feito tudo BEM feito, mas já passou, e não me resta mais choramingar. Me resta ter esperanças de dias melhores.

E por um acaso da vida, arrumando minhas músicas, me lembrei da FANTASTICA Florence And The Machine com a sua “Dog Days Are Over”, porque sempre temos os nossos dias de cão, mas com fé.. Eles vão passar!

large


IMG_0325.PNG

Agosto!!
Mês da vaca louca, e parece que tudo se desespera mesmo. É sinal que o final de ano está chegando e se você demorar pra fazer suas coisas, está realmente atrasado.
Adivinha??

Estou atrasada!
Atrasada com trabalho, com sono, matérias de aula, organização, disciplina. E como isso me chateia!

Gosto de deixar tudo arrumadinho, porque sei que quando descabela, lasca tudo de uma vez e não é que foi isso mesmo que aconteceu????

Licença médica por uma torção ridícula no pé, que me fez perder aulas e dias de trabalho, essa gordura aparente e crescente que me irrita mais e mais, minha vontade de fazer tudo lindo e não ter um terço do tempo e disponibilidade pra isso, sono excessivo e o mais chato… Lidar com toda a minha própria cobrança!!!!!!!!!!

Tem horas que odeio me olhar no espelho e me ver acabada, desleixada, desarrumada e fora de mim! Porque o dia não tem 48hrs e eu durma bem só por 2hrs???
Pq temos tanto pra fazer só pra poder dar conta da nossa própria vida??
Como dividir nosso tempo corretamente em trabalho/estudo/diversão e poder ser feliz em todos os lados??
Somos um só e devemos matar leões todos os dias pra simplesmente ganhar nosso pão de cada dia, mas pra que tudo isso??
Porque não simplesmente conseguimos ter nossas 8hrs por cada competência e vivermos melhor?

Tem horas que odeio viver onde vivo na época que vivo, pq antes não tínhamos nada, mas as coisas eram muito mais fáceis e por mais falsidade escondida que tinha, as pessoas conseguiam o que queriam e eram um pouquinho mais realizadas.

Uff…
Preciso respirar e saber realmente o que eu quero, pq não posso, não quero e não consigo abrir mão das coisas que estou fazendo!!

Não posso parar de trabalhar, pq fiquei um ano sem receber nada e preciso pagar minhas contas cotidianas, nem que seja o lanchinho da tarde, não quero parar de fazer minhas aulas pq ali é meu ponto de fuga, ali relaxo, ali respiro, mas gorda do jeito que estou, me sinto mais pra baixo e NÃO VOU parar de estudar, meu foco são os meus estudos, minha mente e meu conhecimento, sem eles, não serei nada!!

Mas como administrar???



Quatrode15

Popularizando a ciência do treinamento

Um Travesseiro Para Dois

tudo é especial se quisermos que seja.

Red Pointe - Blog de ballet

Um blog com dicas de ballet, ballet adulto, músicas de ballet (repertório) e muito mais!

Suspiros & Desatinos

um pouco de amor. um pouco de humor.

Mundo Q

Entre Estantes e Espelhos