Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Tag Archives: dificuldades

São tempos dificeis para os sonhadores, já dizia Amelie Poulain e hoje amanhecemos com uma notícia que mexerá muito com os sonhos de todos nós brasileiros. A aprovação da PEC 55, a PEC da morte.

brasil-de-luto

Não sou muito engajada com política, mas depois que minha faculdade foi ocupada em protesto a esse congelamento de VINTE FUCKING ANOS dos gastos com educação (a qual me incluo como universitária de uma instituição pública), assistência social e saúde, não pude não me agonizar com o que poderá acontecer nos próximos anos.

Em meio as promessas de fim de ano, não consigo nem me posicionar favorável de que boas coisas estão vindo. Como disse “são tempos difíceis para os sonhadores”, mas ainda como uma grande sonhadora e esperançosa, vou torcer para que esses tempos de trevas políticas, sirvam para fazer com que o brasileiro possa refletir melhor sobre seu espaço e seu próximo.

Através desse post, peço que todos nós mentalizemos luz e paz para o ano que irá iniciar, para que as perdas que estão previstas, sejam revistas e melhor trabalhadas para que todos possamos sair bem dessa fase difícil e consigamos ganhos muito maiores através da percepção do que esta nos rondando.

Claro que deveríamos ter evitado tudo isso nas eleições e blablabla que todos os “mimizentos” falam, mas agora que ta tudo feito, vamos mentalizar energias positivas, porque existe sim uma corrente do bem e se cada um fizer sua parte mesmo que seja no plano espiritual, podemos reverter essa energia negativa que esta rondando.

Até porque o ano de 2016, segundo a numerologia, é um ano 9 (2+0+1+6=9). Um ano de fim, de conclusões, para um novo tempo.

Então se vamos viver um novo tempo, vamos construir com muita luz e paz para os nossos filhos e netos!


Imagem de book, Dream, and girl

Precisei ler uns 3 textos meus de 4 anos atrás pra ver o quanto mudei e o quanto o “ser adulto” pode nos tirar o que é de bom nosso.

Era sonhadora, era doce, era decidida e persistente.

Hoje sou insegura, mais confusa e muito mais preguiçosa.

O que aconteceu comigo nesses últimos 4 anos?

Cadê aquela sonhadora de antes?

Não é porque enfim estou vivendo meu conto de fadas amoroso que tenho que me perder das coisas que sou e de quem sou!!

Cadê eu??

Deve estar perdida nos afazeres, dividas, trabalhos e uma nova vida que não é a que eu quero, mas não porque é ruim, mas é porque ainda não me achei nela.

Entretanto, já diziam os psicólogos. O primeiro passo para a mudança, é a percepção do que te incomoda, dai vem a aceitação e enfim você começa a mudar.


 

Interessante como meses podem mudar sua vida. Podem mudar seu modo de encarar as coisas e podem mudar atitudes suas.

Posso dizer que a um ano começava um dos piores semestres da minha vida. Semestre com muito estresse, muito chororo, muita ansiedade e horas sem dormir, mas diante de tudo isso, percebi que não merecia e não devia me comportar desse jeito, pois só me definharia mais, sabendo que esse começo de ano seria mais hard ainda com a faculdade.

Foi então que passei férias medianas de verão meditando sobre como iria lidar com toda essa bagunça que seria “o pior semestre da faculdade” segundo os veteranos.

E foi aí que me deu o start.. 

Vou me estressar e procurar ser perfeita em tudo? Não!

Vou me matar sem dormir e ter merrecas de notas? Não!

Vou desrespeitar colegas e xingar sem previsão? Não!

E aí que o baque foi maior.. Quem eu achava que iria me apoiar, na verdade me apunhalou e me fez enxergar verdades que nunca poderia ter enxergado antes.

Doeu? Claro que doeu, mas através disso tudo que estou aqui hoje, plena, satisfeita e muito mais ágil e consciente da minha vida.

Falta uma semana para que a loucura comece novamente. Pode ser que eu não mantenha o feeling do último semestre e possa enlouquecer um pouco, mas aprendi a me organizar, fazer o que posso e o melhor… Respeitar o tempo!

Diante disso, posso afirmar que tive as melhores três semanas de férias da minha vida!

Vi e curti MUITO meus sobrinhos, dormi e descansei bastante, terminei de ler dois livros e to caminhando pro meio de um terceiro, terminei duas series, vi mais de 10 bons filmes e melhor… Realizei coisas inimagináveis e sonhos de criança como ver a tocha olímpica e acompanhar o lançamento mundial de pertinho da saga que mais amo no mundo junto de quem eu amo!

Estou plena e satisfeita com as coisas que tive que viver dentro desse um ano e espero poder aproveitar mais e mais essas oportunidades, sejam boas – que trazem sorrisos -, sejam ruins – que trazem aprendizado.


large

 

Se algo de muito ruim te acontecer, ou alguém te machucar muito, nunca se sinta um lixo por causa disso.

Acredito que as coisas acontecem sempre por algum motivo e nós – apesar da dor – devemos ser gratos por isso, pois só assim evoluímos e nos tornamos pessoas melhores.

Além disso, a gente nunca agradará ninguém, mas devemos aprender com as diferenças dos outros, pois assim seremos entendidos também.

Isso para mim é sabedoria.

E como uma amiga me disse uma vez, nunca peça força para lidar com as coisas, pois Deus pode interpretar que você precisa enfrentar mais barras para aprender a ser forte sempre e isso acaba causando mais sofrimento. Diante disso, sempre peça sabedoria, pois assim, enfrentará situações e pessoas com sabedoria sem deixar magoas ou lagrimas por esse caminho.

A vida é mais simples do que imaginamos e as situações não servem pra nos derrubar, e sim pra construirmos uma história linda de nossas vidas.

Hoje tive uma bela nova experiência de vida que só me fez pensar no quanto sou grata pelas coisas que já vivi.

23 anos nas costas e posso afirmar que já passei de tudo por essa vida e minha história é digna de um livro de superação e busca pela felicidade pelas coisas simples.

E não falo isso para me vangloriar e me sentir superior a ninguém não, mas pra mostrar a mim mesma a minha força e a minha vontade de fazer sempre o bem pelo próximo e para mim mesma.

Poucos sabem o que passei para chegar onde estou, o que ouvi, o que senti, o que sofri e o que sorri, e por mais que queira deixar claro isso para as pessoas, nunca terei a compreensão que eu imagino que elas poderão ter, então preservarei minhas histórias pelo meu coração e pelo meu silêncio.

Quem é sábio não precisa afirmar nada para ninguém, apenas é, e viverá muito mais em paz do que aqueles que só julgam a vida dos outros.

“Just be truth to who you are” – Jessie J


large

No fundo, eu bem sabia que esse seria um ano muito difícil na minha vida, muito difícil meeeeesmo. E nem vou ficar falando “olha, mais foi mais do que o imaginado”, mentira, porque eu sabia que teria que enfrentar várias barras.

E mesmo chorosa, com medo, e posso até dizer que, um pouco desacreditada, eu posso dizer com todas as letras que PASSEI, SOBREVIVI, CONSEGUI, JÁ ERA.

Como todo ano na nossa vida, o próximo será de renovações, mas não aquelas de começo de ano que você promete emagrecer, aprender uma nova língua ou enfim se declarar pro crush. É aquele ano de MAIS renovações pessoais, mais desafios, mais escolhas pra tomar e mais diversidades encontrar.

Agradeço imensamente por tudo que vivi, desde aquele roubo na minha conta (sim, gente, roubaram a minha conta), até a queda da gata (que me custou vários rins) e a quebra do banheiro de casa (custou os rins de pessoas que trafiquei – ZUEIRA), porque apesar do medo de poder viver isso de novo, no fundo do meu coração cheio de buraquinhos, eu sei que não passarei por isso de novo porque aprendi a lidar com tudo isso.

Aprendi a observar melhor, conversar melhor, desabafar, cuidar das coisas e principalmente, aprendi a respeitar o espaço do outro.

Esse ano foi uma barra mesmo, porque além de ser o primeiro ano longe de casa, aprendi a morar com quem eu amo, e olha, não é fácil, a convivência é muito diferente do que se imagina, mas foi ótimo porque aprendi a ver o jeito, defeitos e principalmente valorizar as qualidades que são muitas, pra poder cada dia mais fazer o melhor e o impossível para tudo ficar bem.

Aprendi a calar a boca na hora que precisa calar, abrir a boca pra dar um chacoalhão e acolher nos momentos difíceis e nos fáceis também, porque carinho não se mede, carinho e amor são as coisas mais puras do coração e devem ser distribuídas a rodo. Rsrs

Agradeça a esse ano você também, foi difícil pra todos, mas enfim passamos, e podemos vir muito mais maduros para o próximo e com certeza muito mais leves, porque já temos bagagem suficientes pra dizer “OLHA, ja passei por isso e uufa, superei”.

sdfcs

Feliz 2016

PS: Vinicius, desculpa as ansiedades e medos. Eu te amo e quero passar mais e mais anos novos com você.


  
Como esse ditado faz sentido nesse exato momento..

Como nós ainda queremos controlar a nossa vida? Porque queremos fazer tudo do nosso jeito sendo que sabemos que NUNCA SERÁ?  Qual a necessidade de se fazer sofrer por algo que vc sabe qual o fim (porque no fundo, no fundo, vc sabe como terminará)?

Sei que não estou numa das ninjas melhores fases, mas sempre fiquei me perguntando a todo tempo do porquê estar acontecendo tudo isso, no quanto é injusto e que estou sofrendo demais pra pouco resultado. Poxa! Não estou tão mal assim.. Existem e já existiram situações piores, pra que tanto drama??

Preciso voltar a curtir as pequenas coisas, mas bem pequenas mesmo que me ajudaram em fases bem piores.

Tenho ai, férias lindas pra descansar e por a cabeça em ordem (sem pressão), tenho a universidade que sempre quis e lutei tanto pra isso (mesmo sabendo da possível greve), tenho sobrinhos lindos que estão vindo ai com muito amor e alegria pra dar (sim, são gêmeos e casal ainda, pra mimar mais) e tenho um namorado maravilhoso que sempre está presente, seja nas horas boas e ruins.

Pra que fazer drama por algumas dificuldades? Não consegui sobreviver até aqui? Então pronto! Para de drama, levanta essa cabeça e BORÁ GAROTA!

Faça acontecer que as coisas boas irão voltar a fluir..

Como já dizia Peter Pan “pensamentos ruins te põem pra baixo. Pense em coisas boas que você irá voar”!!!


Uma confusão de pensamentos, junto com a confusão da vida alinhada com a frustração de 2014.  Ano que conseguiu ser péssimo até onde nem deveria sonhar ser, alimentando meu ódio até o último segundo, por pura falta de respiração.

Confusão tão grande, que até me impedia de começar a escrever, porque a mistura de sensações ruins e um resquício de esperança, me embananava a mente e me impedia de desabafar e utilizar essa “penseira”.

Ainda nem sei o que esperar desse ano… Alguns resquícios do último, com muitos problemas a resolver, muita dor para sentir, muito ódio carregado, mas ainda sim uma esperança la no fundo de dias melhores, e claro, a sensação de aprendizado do que passou. Mesmo apanhando, ainda consegui sobreviver…

Novas chances vêm ai, seja a chance de finalmente ingressar numa faculdade e mudar de vida, seja mudar minha rotina mais uma vez para tentar de novo, mas agora com a sabedoria dos meus limites, perspectivas de erros e finalmente uma respiração para seguir em frente.

Falando em respiração, foi justamente ela que não senti durante o último ano, parecia tudo corrido, não ouvia, não sentia, não vivia… Tudo foi, como um furacão! Pesado, rápido e que deixou muito estrago.

Graças a Deus, tenho a sabedoria de olhar pra trás e reconhecer meus erros e teimosias, porque só elas que me fizeram chegar em patamares jamais alcançados. Graças a Deus, hoje detecto o que me atrapalhou e como posso correr olhando pra frente, sem perder as esperanças e as energias.

Creio que tudo isso que ainda me atrapalha, é a falta de disciplina de acordar firme, arregaçar as mangas e voltar a ter a determinação que sempre tive e ainda tem lá no fundo do meu peito.

Determinação, garra, força de vontade, carinho, amor, amizade… Qualidades que sempre tive, mas fui perdendo aos poucos pelo cansaço, por extrapolar limites e por puro descuido.

Se me arrependo? Claro! Poderia ter feito tudo melhor, poderia ter feito tudo BEM feito, mas já passou, e não me resta mais choramingar. Me resta ter esperanças de dias melhores.

E por um acaso da vida, arrumando minhas músicas, me lembrei da FANTASTICA Florence And The Machine com a sua “Dog Days Are Over”, porque sempre temos os nossos dias de cão, mas com fé.. Eles vão passar!

large



4x15

Divulgando a Ciência do Treinamento

Um Travesseiro Para Dois

tudo é especial se quisermos que seja.

Red Pointe - Blog de ballet

Um blog com dicas de ballet, ballet adulto, músicas de ballet (repertório) e muito mais!

Blá

Poesias, Crônicas, Contos

Suspiros & Desatinos

um pouco de amor. um pouco de humor.

Mundo Q

Entre Estantes e Espelhos