Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Tag Archives: conquista

large

Eis que chega mais um ano..

Um ano que por um lado pode ser visto como uma conclusão, mas que algo no meu interior diz que será um ano de começo!
Só preciso ter mais segurança do que faço, mas sinto que o que foi construído será colhido, mas não como um fim, mas um meio, aquele suspiro de trabalho feito.
Esse ano, pretendo me formar, e pensar nisso me assusta, pois enfim a formatura está chegando, o diploma também, mas o mundo real também, só que não estou com medo… Estou ansiosa, estou querendo fazer o que sei, fazer o que gosto, multiplicar conhecimento e utilizar meu tempo para aprimorar esse conhecimento.
E o curioso, é que na mesma proporção que estou sentindo essa vontade de viver, estou tento a oportunidade de olhar para a trás e viver coisas que sempre sonhei desde muito nova.
Conhecer artistas que amo, revive infância, aprendendo coisas novas, mas que eram antigas, sonhando de novo..
Este ano tem me trazido, mesmo em uma única semana, a esperança de novas possibilidades, mas não só nos planos, mas nas ações, que são muito mais reais e concretas.
Só que vc acha que eu estou me matando pra ver isso acontecendo? Não! Eu estou abrindo meus caminhos com leveza pra sentir essas brisas entrando na minha vida e acho que 2018 vai ser assim: um “deixa a vida me levar”, com propósito, sonhos e objetivos, mas tudo com leveza.
Advertisements

 

large

Descobri que meu propósito é conhecer coisas novas, viajar, vivenciar coisas diferentes pra poder multiplicar da maneira que posso…

Deve ser por isso que um dia quis ser professora: pra ensinar o outro o que sei.

Quis ser bióloga: para descobrir o que esse mundão tem de diferente na natureza.

Quis ser publicitária: pra desenvolver novas idéias sobre tudo e todos.

Quis ser jornalista: pra poder conhecer um pouco de tudo e compartilhar a minha visão sobre.

Quis ser diplomata: pra descobrir as diferentes culturas do mundo e lutar por elas.

Quis ser bailarina: pra descobrir o poder transformador da arte e propagar pelo mundo.

Quis ser profissional de educação física: pra poder aprender sobre o poder do nosso corpo e do nosso organismo e propagar o quanto somos e podemos ser fortes em qualquer aspecto. Seja pelo esporte, seja pela saúde.

O que vier na minha vida hoje, é lucro, porque através do que escolhi quero ser conhecedora e compartilhadora de conhecimento.

Quero, através do que vier na minha vida, conhecer o mundo e as culturas que estão por ai.

Quero, através do que vier na minha vida, experimentar coisas novas.

Quero, através do que vier na minha vida, viver o mundo com ele é.

E não preciso de uma profissão especifica para isso, pois eu jurava que precisaria.

Basta eu ser quem eu sou e ter expertise para desenvolver um trabalho que me proporcione propaga-lo dessa maneira.

 

Taí minha última reflexão com 24 anos de idade…

Deixei de ser uma jovem adulta e estou me tornando uma adulta de fato, com responsabilidades, novos sonhos e novas realidades para a minha vida.

Então vou ali buscar meus novos objetivos.


Demorei um tempo pra entender todos os sentimentos que estão se passando dentro de mim nestes Jogos Olímpicos do Rio 2016, mas acho que só depois de ouvir o nosso grande hino nacional na Medalha de Ouro do vôlei foi que toda a emoção acumulada tomou conta de mim..

Emoção de poder ter ido conferir com todo o medo de não dar conta por causa do ano passado, emoção de ter feito parte da torcida que os conduziu a essa final quando assisti Brasil e Argentina nas Quartas de Final, emoção de sentir a vibração do meu namorado recém formado, desacreditado da profissão e da carreira frente a tantas dificuldades a grande emoção de poderá fazer parte desse sonho de viver uma competição olímpica no quintal de casa.. Cidade Maravilhosa.. Bênção do Cristo Redentor!

Me faltam palavras de tanta emoção..

Só consigo chorar e acreditar que a sementinha foi plantada e com fé em Deus, no esporte e na minha profissão, o esporte mudará mais vidas do que daqueles que ali competiam..

Vidas como de Rafaela Silva que aprendeu seu esporte na favela, dos meninos da ginastica que já tiraram dinheiro do bolso pra pagar os custos do esporte e tantos outros exemplos..

Mas sem esquecer das dificuldades que gente como a seleção feminina de futebol enfrenta como a falta de apoio e financiamento que só é investido no futebol masculino. Não sou ninguém para desmerecer o trabalho deles, mas existem muitas potencias e belezas que nosso pais não vê e não conhece e meu papel como futura Profissional de Educa é estampar esses talentos na cara do brasileiro pra gente vibrar, cantar, festejar e apoiar seja ele da nosso pais, ou um companheiro refugiado!

Viva o esporte!

Viva ao Brasil!

Viva as Olimpíadas!

Viva ao nosso mundão!

Porque já bem diz o slogan desse jogos: “Um novo mundo” e é isso que espero para os meus sobrinhos, filhos, netos..

Juntos somos um. Juntos somos o time Brasil!!


 

Interessante como meses podem mudar sua vida. Podem mudar seu modo de encarar as coisas e podem mudar atitudes suas.

Posso dizer que a um ano começava um dos piores semestres da minha vida. Semestre com muito estresse, muito chororo, muita ansiedade e horas sem dormir, mas diante de tudo isso, percebi que não merecia e não devia me comportar desse jeito, pois só me definharia mais, sabendo que esse começo de ano seria mais hard ainda com a faculdade.

Foi então que passei férias medianas de verão meditando sobre como iria lidar com toda essa bagunça que seria “o pior semestre da faculdade” segundo os veteranos.

E foi aí que me deu o start.. 

Vou me estressar e procurar ser perfeita em tudo? Não!

Vou me matar sem dormir e ter merrecas de notas? Não!

Vou desrespeitar colegas e xingar sem previsão? Não!

E aí que o baque foi maior.. Quem eu achava que iria me apoiar, na verdade me apunhalou e me fez enxergar verdades que nunca poderia ter enxergado antes.

Doeu? Claro que doeu, mas através disso tudo que estou aqui hoje, plena, satisfeita e muito mais ágil e consciente da minha vida.

Falta uma semana para que a loucura comece novamente. Pode ser que eu não mantenha o feeling do último semestre e possa enlouquecer um pouco, mas aprendi a me organizar, fazer o que posso e o melhor… Respeitar o tempo!

Diante disso, posso afirmar que tive as melhores três semanas de férias da minha vida!

Vi e curti MUITO meus sobrinhos, dormi e descansei bastante, terminei de ler dois livros e to caminhando pro meio de um terceiro, terminei duas series, vi mais de 10 bons filmes e melhor… Realizei coisas inimagináveis e sonhos de criança como ver a tocha olímpica e acompanhar o lançamento mundial de pertinho da saga que mais amo no mundo junto de quem eu amo!

Estou plena e satisfeita com as coisas que tive que viver dentro desse um ano e espero poder aproveitar mais e mais essas oportunidades, sejam boas – que trazem sorrisos -, sejam ruins – que trazem aprendizado.



Quatrode15

Popularizando a ciência do treinamento

Um Travesseiro Para Dois

tudo é especial se quisermos que seja.

Red Pointe - Blog de ballet

Um blog com dicas de ballet, ballet adulto, músicas de ballet (repertório) e muito mais!

drica muscat

coisas que não se escrevem

Suspiros & Desatinos

um pouco de amor. um pouco de humor.

Mundo Q

Entre Estantes e Espelhos