Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Tag Archives: angustia

Eu tenho raiva de quando vc resmunga “que saco” pra tudo..

Eu tenho raiva de quando vc não consegue uma tarefa simples e fica insistindo perdendo tempo..

Eu tenho raiva quando vc é contrariado e fica evitando ouvir as verdades..

Eu tenho raiva de quando vc critica a sua família e faz igualzinho..

Eu tenho raiva quando vc não sabe ouvir o outro..

Eu tenho raiva quando vc não sabe conversar no meio de uma briga.. Ou melhor, só sabe gritar e não houve o outro lado pra tentar amenizar..

Eu tenho raiva quando vc passa o dia vendo coisas nada a ver e vira a noite trabalhando..

Eu tenho raiva quando sou positiva e vc não liga..

Eu tenho raiva quando conto algo que pra mim é MARAVILHOSO e vc só fala “legal”…

Eu tenho raiva quando deixa as coisas espalhadas pelo mundo e quando eu só quero saber onde coloco 1 papel, vc já acha que tô bagunçando suas coisas..

Aliás, odeio quando só pergunto uma coisa simples e vc já acha que estou te atacando..

Eu tenho raiva quando vc encosta pra dormir quando tem que falar sobre resolver alguma coisa…

Eu tenho raiva quando vc sempre diz que nada muda, mas o primeiro passo da mudança tem que vir de você…

Eu tenho raiva quando eu peço ajuda pra alguma coisa e vc já quer tomar e fazer sozinho..

Eu tenho raiva de não entender suas coisas científicas..

E além de odiar tudo isso, eu tenho raiva quando vc sempre sai da sua rotina pra fazer algo por mim…

Tenho raiva quando vc deixa de fazer algo seu, só pq eu tenho algo meu pra fazer..

Tenho raiva do modo como cuida de mim.. Me sinto folgada e não merecedora de tanta dedicação..

Tenho raiva quando vc sempre aplaude o que eu faço, mas não aplaude com tanta força o que VC faz de excelente..

Tenho raiva o fato de vc não confiar nas suas coisas..

Tenho raiva do modo que não confia em vc mesmo e não acredita no que faz, pq as pessoas não vão acreditar também..

E acima de tudo isso, o pior dos piores..

Eu tenho raiva de deixar de te falar coisas porque acho que vou te machucar ou que vc terá alguma das reações acima…

Eu tenho raiva de te proteger demais de tudo que ouço e vejo vc fazendo…

Eu tenho raiva de assumir suas broncas com medo de que vc se despedace..

Eu tenho raiva de ouvir as broncas que vc deveria ouvir, só pq eu sei ouvir um pouco melhor que vc..

Eu tenho raiva de te fazer passar por todos esses perrengues e não saber o que falar e agir…

Eu tenho raiva de dormir e te deixar acordado tentando achar um jeito de sair dessa..

E eu tenho raiva de te amar incondicionalmente..


Crescer não é tão legal quanto a gente pensa quando é criança..

Crescer pode até ser sinônimo de independência e liberdade, mas tem horas que isso é assustador!!

Me ver com 26 anos, desempregada e sem perspectiva de vida (mas com muitos sonhos) é um pouco desesperador sim, pois as vezes caio na neura de achar que perdi tempo, que não devia ter “””””parado minha vida””””” pra cursar uma faculdade longe de casa.

Porque voltar, é mais assustador do que viver em outro lugar.

Saímos cheio de sonhos, cheio de planos e vontades e quando se depara com o mundo real, se assusta, pois as obrigações vem, as cobranças também e a sensação de incapacidade também.

Às vezes é difícil ter fé quando se tem o mundo nas suas costas e você tem que pensar maneiras de carregá-lo. Fora a motivação toda que muitos dizem que é o fator chave da transformação.. Puff!! Se fosse uma chavinha como dizem, o mundo seria diferente.

Só que o mundo cobra, o mundo pressiona e quer resultados, e então você vai se perdendo dos seus sonhos.

Ou melhor, o mundo esnoba e debocha dos seus sonhos.

Mas o amadurecimento não tira uma coisa: a fé. Pois é na fé que tiramos o pouco de fôlego e força de vontade pra tentar chegar onde nosso coração deseja.

E cara.. Como é difícil ter fé em alguns momentos. Ainda mais quando você acha que o mundo pode ser injusto.

Mas sigo tentando e buscando o meu lugar ao Sol..


A gente respondeu pelo hábito que ta tudo bem, mas na real não tá não..

Estou na reta final de um diploma e não vejo a hora desse pesadelo terminar. Uns dizem que a faculdade é o melhor momento da vida, mas me desculpem sair da curva, porque pra mim esta sendo o período mais infernal da minha existência..

Teve banheiro quebrado, gata machucada, prejuízos no banco, fiação elétrica destruída, muitos fins de semana de raiva, muitos trabalhos, pouco sono e péssima qualidade de vida.. Mas como diz Ed Sheeran em sua musica The A Team: “as coisas ruins da vida, vem de graça pra nós” e parece que estou com a cereja do bolo desse inferno..

Como não estou morando na minha cidade natal, recebo um auxilio permanência da faculdade pra ajudar a pagar os custos como alimentação, moradia e transporte e bem agora, faltando menos de 1 ano pra me formar.. eis que essa minha bolsa foi cortada e preciso me virar ONE MORE TIME…

Eu preciso admitir que estou cansada.. Estou esgotada.. Estou sensível e principalmente.. Estou com medo!

Medo de não conseguir dar conta de terminar por, justamente, precisar me desdobrar pra ganhar dinheiro pra me manter aqui..

Medo de não ter cabeça pra terminar e ter que estender minha graduação..

Medo de não conseguir dar continuidade nas coisas que desejo..

São tantos medos que me escondo das coisas.. Me escondo atrás de comida, não quero treinar, só quero dormir quando posso e só procrastino!

Mas essas incertezas e inseguranças dessa vez me fragilizaram muito e todos os dias estou me perguntando o que tenho que fazer pra poder aguentar..


… honestamente… Bem singelo!

Meu maiores sonhos hoje, são simplesmente uma vida minimamente sossegada. Onde eu tenha reconhecimento do meu trabalho, mas muito trabalho também, o possível de estabilidade financeira pra poder ter uma vida digna e espaço pra viver uma vida leve.

Quero me ver no futuro, com uma casa ou apartamento que simplesmente tenha uma varanda e uma rede, porque nos domingos, quando eu sentar pra pensar na semana e na vida, eu possa ter um mínimo de vento leve batendo no rosto nessa varanda.

Mas não quero só essa leveza toda, quero trabalho também! Quero poder fazer um bom trabalho naquilo que amo, e dando tudo de mim pra poder entregar ao público um bom serviço e a consequência, será um salário decente.

Quero poder viajar, mesmo que a trabalho, pra poder cruzar informações, cruzar fronteias do conhecimento, mas também conhecer culturas e opiniões diferentes da minha que me ajudarão a me compor uma pessoa vivida.

Quero poder espalhar o que sei e aprimorar sempre, porque acredito que um bom profissional nunca para, sempre estuda e sempre tem dúvidas de tudo e sobre tudo, com sede de conhecimento e muita curiosidade.

Quero poder sorrir o máximo possível, e nos momentos sérios, ter a frieza e sensatez para não cair na vibe ruim e saber levantar de modo digno quando as coisas saírem do controle (porque elas sempre saem e sempre irão sair, senão a vida seria monótona demais).

E mesmo com todo o trabalho e todo o momento de paz, quero estar com quem eu amo e que essas pessoas que eu amo, estejam felizes também, porque felicidade boa, é felicidade compartilhada.

 

No fim das contas, não to afim de um final de filme com casamento, casa luxuosa e viagens infinitas pelo mundo.. No final das contas eu só quero é ser feliz e grata!

Summer breaks

PS: iniciativa de texto por conta o livro “O Poder da Coragem”.



Nas Pontas

Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Mundo Bailarinístico - Blog de Ballet

Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Red Pointe - Blog de ballet

Um blog com dicas de ballet, ballet adulto, músicas de ballet (repertório) e muito mais!

Mundo Q

Entre Estantes e Espelhos