Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Tag Archives: amizade

… honestamente… Bem singelo!

Meu maiores sonhos hoje, são simplesmente uma vida minimamente sossegada. Onde eu tenha reconhecimento do meu trabalho, mas muito trabalho também, o possível de estabilidade financeira pra poder ter uma vida digna e espaço pra viver uma vida leve.

Quero me ver no futuro, com uma casa ou apartamento que simplesmente tenha uma varanda e uma rede, porque nos domingos, quando eu sentar pra pensar na semana e na vida, eu possa ter um mínimo de vento leve batendo no rosto nessa varanda.

Mas não quero só essa leveza toda, quero trabalho também! Quero poder fazer um bom trabalho naquilo que amo, e dando tudo de mim pra poder entregar ao público um bom serviço e a consequência, será um salário decente.

Quero poder viajar, mesmo que a trabalho, pra poder cruzar informações, cruzar fronteias do conhecimento, mas também conhecer culturas e opiniões diferentes da minha que me ajudarão a me compor uma pessoa vivida.

Quero poder espalhar o que sei e aprimorar sempre, porque acredito que um bom profissional nunca para, sempre estuda e sempre tem dúvidas de tudo e sobre tudo, com sede de conhecimento e muita curiosidade.

Quero poder sorrir o máximo possível, e nos momentos sérios, ter a frieza e sensatez para não cair na vibe ruim e saber levantar de modo digno quando as coisas saírem do controle (porque elas sempre saem e sempre irão sair, senão a vida seria monótona demais).

E mesmo com todo o trabalho e todo o momento de paz, quero estar com quem eu amo e que essas pessoas que eu amo, estejam felizes também, porque felicidade boa, é felicidade compartilhada.

 

No fim das contas, não to afim de um final de filme com casamento, casa luxuosa e viagens infinitas pelo mundo.. No final das contas eu só quero é ser feliz e grata!

Summer breaks

PS: iniciativa de texto por conta o livro “O Poder da Coragem”.


Leia ouvindo > Castle on the Hill

Imagem de moon, sky, and rainbow

A vida está me mostrando aos poucos que apesar de buscarmos um futuro, devemos sim, lembrar com carinho e gratidão as coisas que vivemos no passado.

Que as amizades passam, mas o carinho dos momentos vividos deve ser preservado no coração.

Que apesar das escolhas, não é justo julgar o outro por não ter seguido o que você achava certo.

Que quem você imaginava que ficaria para sempre, pode não ter os mesmos planos que você.

Que existe sim, lugar certo na hora certa.

Que a verdade dói, mas que existem momentos que ela cura.

Que relações humanas são mais humanas que apenas manter contato.

Ou seja, busque sempre olho no olho.

Que chorar pode parecer fraqueza, mas é depois das lágrimas que vem o Sol que você precisa.

Que procrastinar não é o caminho para nada, é só um atraso de vida.

Que simplicidade e sorrisos valem mais do que matéria.

Que o amor é a base de tudo e na minha humilde opinião, é a solução para todos os problemas.


Hoje tive uma conversa bem franca com a minha mãe e diante dessa conversa comecei a me ouvir falar e nossa… Como as coisas mudam de um ano para o outro.. E que bom não é? Imagina termos a mesma mentalidade e atitude sempre, como seria? BORING!

Fiquei analisando minhas condições no ano passado e minhas decisões ao longo do ano que se passou. Foi um ano financeiramente difícil, mas foi um ano de grandes decisões num curto espaço de tempo.

Outra coisa que me fez pensar, é que uma colega minha (que não via há muito tempo), comentou que sempre acreditou que eu seria a primeira da escola a entrar na faculdade, e hoje, ela esta com 2 filhos terminando a dela e eu estou aqui decidindo se caso ou se compro uma bicicleta. rsrs

Para muitos, isso poderia soar como algo ruim, porque a pessoa “evoluiu” em 5 anos pra cá e eu fique estagnada, mas eu vejo diferente, porque eu escolhi viver coisas que essa pessoa não viveu. Cada um tem mérito e cada um, fez suas escolhas.

Tive anos ruins e cheio de decisões que, hoje, eu não tomaria, mas estas serviram para que eu desenvolva meu senso critico, para que eu tenha certeza do que quero fazer pro resto da vida e ter certeza das minhas condições de vida.

Citando a minha maneira, o querido Alvo Dumbledore, digo que “para uma mente bem estruturada ‘decisões’ são apenas aventuras seguintes” e eu fui observar as condições de minha vida para assim, estruturar minha mente para as novas escolhas e novas aventuras que escolhi viver esse ano.

Não consigo me imaginar como antes.. Sou uma pessoa completamente nova e a prova disso é a minha atual capacidade de conseguir conversar com a minha mãe. Vocês não sabem o quanto isso me deixa satisfeita…

Me sinto mais mulher, mais critica, mais autentica, mais madura e gosto muito disso. Cada vivência minha, foi para que eu aprendesse a ser e conviver com quem eu sou e como estou me divertindo com isso.

Tenho agradecimentos especiais às pessoas que mais estiveram presentes na minha vida e são elas o Vinicius (meu amor lindo) e a Josi (minha psicóloga linda) que por uma ironia do destino, apareceram exatamente na mesma época e deram essa empurrada nas minhas decisões. Não digo que foram vocês que me mostraram o caminho de fato, mas tenho certeza que foram vocês que estiveram lá me aconselhando e estimulando para que EU tome minhas decisões por mim para o bem de todos. Valeu pelas broncas, pelo ombro pra chorar, pelas palmas nas conquistas (e olha que pra eu decidir algo, tem que ter paciência, porque só vocês sabem da minha indecisão) e por estar sempre por perto e me ouvindo.

Muito obrigado por esse quase 1 ano!! ♥


Reaprendi a sonhar.. A ter objetivos e metas de vida para poder ser alguém, e ser esse alguém especial pra você.

Há anos não sabia o que era ter uma meta, um foco, algo para lutar e me sentia inerte, presa no mundo de conforto e “deixa a vida me levar”.

Acasos me fizeram perder o brilho dos olhos e o sentido da vida, sobrevivendo do cômodo e do fácil, sem ao menos se esforçar pra fazer algo bom, mas acabei voltando pra mim e sentindo que isso não sou eu, e hoje, com essa minha tamanha felicidade, posso dizer que sonho de novo.

Obrigado por me tirar dessa zona, me desconcertar e me amar.. Eu te amo!

Por MochileiradeAllStar

30-06-2013



Nas Pontas

Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Mundo Bailarinístico - Blog de Ballet

Penseira: Bacia de pedra rasa, com entalhes estranhos na borda, runas e símbolos. É um recipiente que serve para guardar pensamentos os quais ocupam muito espaço na cabeça de alguém.

Red Pointe - Blog de ballet

Um blog com dicas de ballet, ballet adulto, músicas de ballet (repertório) e muito mais!

Mundo Q

Entre Estantes e Espelhos