Essa é uma frase que vi num comercial um pouco antigo sobre o que faz a pessoa acordar todos os dias para viver aquela vida e hoje me peguei pensando nisso.
Estou eu, aqui largada no colchão jogador no chão no meio do Espaço Estudantil da faculdade, conversando sobre carreira com um grande profissional que admiro Rafael.
Ele me disse que se algo não te traz otimismo, não está alinhando com o seu propósito, com o que te move e deve ser isso que está ocorrendo com a minha vida no momento.

Eu não reclamo da minha situação e das pessoas que conheci ao longo desses meses, mas sinto que há um comichão dentro de mim que quer mais (ou menos). Não por ganância de ter algo melhor ou por soberba que me acho a melhor, mas pela necessidade de ser. Do meu ser.

Adoro as pessoas que convivo, porém algo está me tirando do prumo e me impedindo de galgar meu caminho, o que me move.

Saber esse momento é um processo muito difícil que demanda muito estresse, muita agonia e muito cansaço mental, mas quando se alcança, é uma das melhores sensações sentidas.

Se algo está incomodando ou te tirando do seu caminho, saio você dele, pois algo está impedindo você de avançar e viver o que a vida têm pra ti.

Advertisements