Dizem que amor de mãe é transformador, mas porque só amor de mãe? Amor de tia também move montanhas… Ainda mais quando se é tia AO DOBRO!

Depois de 4 longos dias ao lado dos meus pequeninos Ana Laura e João Luiz, senti o profundo aperto de ter que deixá-los e nossa.. Como dói!

Afastar-se daquelas carinhas que te olham com tanta sede de aprendizado, com sorrisos sinceros e abraços deliciosos me cortou o coração. Ainda mais que infelizmente moro longe deles e visita-los demanda um planejamento maior do que um simples “pulinho” lá.

Impressionante o quanto você se apega, você se entrega e recebe essa troca da maneira mais delicada. Através de um toque, um olhar, um grunhido e até mesmo um chutinho. E ser tia de gêmeos é uma dádiva maior ainda.

Como sou abençoada por ter dois pequeruxos tão diferente e tão cheios de atitude. Apenas 3 meses de idade e já muito conhecimento da vida.

Quantas lições aprenderei com vocês hein…

Mas o que mais me doeu na alma, foi saber que quando sai, deixei olhinhos marejados me procurando no sofá, sentindo minha falta no pequeno coraçãozinho, na mesma intensidade que estou sentindo agora.

Meus pequenos, uma pena que é trabalhoso estar junto com vocês, mas saibam que farei de tudo pra acompanhar o crescimento de voces

Já estou morrendo de saudades!

Amo vocês Aninha e Joao!

  

Advertisements