Não existem palavras pra explicar essa sensação. Seria saudade? Nostalgia? Orgulho? Ou uma dorzinha na alma?

Saber que acompanhei seus primeiros passos, sua evolução, sua vontade de crescer e ir além me deixou emocionada, e vê-la no palco brilhando foi de encher o coração.

Por falta de sorte (ou falta de vergonha na cara), não compartilhei o palco com você dessa vez, mas tenha certeza que meu coração estava com você, estava se realizando com você, estava alçando novos voos com você, pq você persistiu, quebrou barreiras e enfrentou muralhas grandes pra conseguir o que você queria: o mundo! E está conseguindo, graças a Deus, sua dedicação, inteligência e persistência.

Obrigada por não desistir, obrigada por ouvir o seu coração e a razão (por mais dolorosa e crua foi), obrigada por ainda estar no palco.

O que não tive coragem de fazer, ou nunca consegui perceber, você fez e hoje brilha, para agora ganhar mais ainda o mundo, nem que seja o seu mundo, mas que seja de muito sucesso porque você merece e lutou muito pra isso.

Parabéns Laurinha, doida, desligada, mas sempre sempre sempre firme no que quer e um exemplo de pessoa pra mim, porque as coisas podem ser difíceis, decisões podem ser difíceis, mas quando se tem um sonho, ninguém tira isso da gente e podem vir julgamentos de todos os lados, mas só quem sonha sabe o valor disso no resultado final, que pode ser final, ou pode ser só o começo.

Gratidão pela noite de hoje!

Advertisements