O ruim de ficar muito tempo sem escrever, é que as coisas começam a acumular na sua cabeça e você não sabe o que seria de mais relevante para desabafar ou compartilhar.

Esses últimos 15 dias, ou melhor, esses últimos 3 meses foram muito intensos para mim. Não sei se foi pela faculdade, pela vida nova fora de casa, por morar com namorado e amigos, por ter que arcar com tudo sozinha, ou simplesmente por não saber como lidar com a…. liberdade!

Sei lá…
Saber que não precisa de dar satisfação, ir para onde quer, tomar o que quer, andar como quer…. Por mais tentador e “legal” que pareça ser, é estranho.

Deve ser porque desde que me conheço por gente, sempre fui aquela menininha que dependia da mãe para tudo, perguntava para mãe, ligava para mãe, só saia se a mãe deixasse e só gastava com o que a mãe quisesse…  Não que tenha sido algo negativo, NÃO, me tornei uma pessoa ciente das coisas por causa desses cortes.

Mas será que não estou com medo da vida? Esses medos de não saber viver?

Viver com os pais te dá uma sensação de apoio constante né, de que se algo der errado, tem com o que arrumar, mas e sozinha, vc tem o que?

Ééééé… Ninguém disse que crescer era fácil, mas vamos em frente, porque como diz meu colega Carlão “para trás nem pra dar impulso”, o jeito é erguer a cabeça e continuar a luta.

large

Advertisements