The_a_team_Ed_Sheeran

Um dos grandes dilemas para eu montar minha personagem em The A Team foi a minha grande diferença com a Angel da qual Ed Sheeran se inspirou.. Garota sem teto que se prostituía para conseguir dinheiro e algumas gramas como diz a letra.

O que ela tem que tanto me atrai? Já que sou uma garota considerada bem de vida, instruída e bem encaminhada na vida. Achava que só a melodia me atraía, mas ao ouvir a frase As coisas boas da vida vem de graça para nós percebi que não é só isso e me sinto confusa quando penso sobre isso.

Ao montar meu solo para o DRT (Registro de Profissional em Dança), pensei que seria o meu momento na dança e seria o lugar em que poderia mostrar o meu eu. Mas com essa letra tão melancólica e triste, fiquei confusa sobre o que eu realmente sentia dançando e se isso é realmente alegria ou um sufoco por ter que estar dentro de padrões que são extremamente difíceis pra mim.

Ao ouvir atentamente uma das milhares de versões que existe da música e no meio da concepção desse texto, acabei descobrindo o porquê da escolha.

A dança sempre foi minha paixão e ter que me entregar a ela foi uma luta, pois minha timidez e meu peso me impediam muito, além das minhas dificuldades psicológicas. Hoje, ainda sinto uma dificuldade imensa em lidar com alguns professores e venho “enlouquecendo por algumas broncas”, mas quando realmente danço o que me faz livre e o que me faz bem, me sinto um anjo entregue aos deuses e minha alma voa, causando a “morte” dos meus medos e a elevação espiritual.

Sou eu Tamires e sou Angel.. Voando com os pássaros e tendo meu Ultimo Suspiro pelo medo das dificuldades que existem por aí. A morte do meu eu aflito e medroso na dança.

Mochileira de AllStar

Advertisements